ADJETIVOS PÁTRIOS – GRAMÁTICA – por países e brasileiros – com atividade escolar



  GRAMÁTICA   ADJETIVOS PÁTRIOS
 
A —  Esquema
 
  Adjetivos pátrios brasileiros e estrangeiros.
 
B — ESTUDO
O que  são pátrios?
Adjetivo pátrio é o que indica o lugar de nascimento ou a procedência de um ser.
Lista de Países,  com exemplo de Adjetivos pátrios de países e adjetivos pátrios brasileiros de regiões e capitais brasileiras, compostos e simples:
 
Adjetivos pátrios
Abissínia — abissínio, abe- Belém (.Judeia) — belemita
xim Belém (Pará) — belenense
Açores — açoriano Bélgica — belga
Acre — acreano Belo Horizonte — belo-hori-
Aguas da Prata — aguapla- zontino
tense Berlim — berlinense, berli-
Alagoas — alagoano nês
Alemanha — alemão Birmânia — birmane
Amazonas — amazonense Bizâncio — bizantino
Andaluzia — andaluz Bordéus — bordeies
Angra dos Reis — angrense Braga — bracarense, bra-
Arábia — árabe guês
Argel — argelino Bragança   —   bragantino,
Armênia — armênio bragançano
Assis — assisense Brasil — brasileiro
Atenas — ateniense Brasília — brasiliense, bra-
Austrália — australiano siliano
Áustria — austríaco Bretanha — bretão, britâ-
nico
Bahia — baiano Buenos Aires — Buenairen-
Baviera — bávaro se, buenairino
 
 
Cuba — cubano Entre-Rios — entrerriense Equador — equatoriano
Dalmácia — dálmata Escócia — escocês
Damasco — damasceno Esparta — espartano Espirito Santo — espírito-
Douro — durlense santense Estados Unidos — estaduni-
Êfeso — efésio dense, ianque, norte-americano
Egito — egípcio, egiptano
 
Finlândia — finlandês, fi- Goa — goês, goano, goense
nês Goiânia — goianense
Flandres — flamengo Goiás — goiano
Florença — florentino Grécia — grego
Florianópolis — florianopo- Guatemala — guatemalte-
litano co, guatemalense
Fortaleza — fortalezense Guiné — guinéu, guineense
Galada — gaiata Haiti — haitiano
Gales — galês, galense Havana — havanês, hava-
Gália — gaulês no
Gaza — gazeu, gazita Holanda — holandês
Genebra — genebrino Honduras — hondurenho
Gênova — genovês, genuen- Hungria — húngaro, ma-
se giar
             
Ibéria — ibero Jamaica — Jamaico, jamai-
índia — hindu, indiano, Ín- cense
dico Japão — japonês, japão, ni-
Irã — iraniano pônico, nipão, nipo
Iraque — iraqueano Java — javanês, jau
Irlanda — irlandês Jerusalém — hierosolimlta-
Israel — israelita, Ls’uelen- no, Jerosolimitano
se João Pessoa — pessoense
Iugoslávia — iugoslavo Juiz de Fora — juiz-forano
Lavras — lavrense Marrocos — marroquino
Líbano — libanês Mato Grosso — mato-gros-
Lima — limenho sense
Lisboa — lisboeta, lisbonen- Média — medo
se, ulissiponense México — mexicano
Lorena — lorenense Minas Gerais — mineiro Mônaco — monegasca
Maceió — maceioense Montevidéu — montevidea-
Madagáscar — malgaxe. no
madagascarense Moscou — moscovita
Madri — madrileno
Malaca — malaqueiro Natal — natalense
Málaga — malaguenho Nazaré — nazareno
Malta — maltês Nordeste — nordestino
Manaus — manauense Norte — nortista
Manchúria — manchu Niterói — niteroiense
Marajó — marajoara Nova  Iorque —  nova-ior-
Maranhão — maranhense quino
Pádua — paduano, patavi- Polônia — polonês, polaco
no Porto — portuense
Palmital — palmitalense Porto Alegre — pôrto-ale-
Panamá — panamenho grense
Pará — paraense Porto Rico — porto-rique­nhoPortugal — português, por-
Paraíba — paraibano Paraná — paranaense
tucalense, luso
Pelotas — pelotense
Pequim — pequinês
Pernambuco — pernambu- Rio de Janeiro — fluminen-
cano se (Estado)
Peru — peruano, peruviano, Rio de Janeiro — carioca
quíchua (cidade)
Piauí — piauiense Rio Grande do Norte — rio-
Petrópolis — petropolitano grandense-do-norte
Pindamonhangaba — pin- Rio Grande do Sul — rio-
dense,    pindamonhanga- grandense-do-sul
bense Rússia — russo
Salamanca — salmantino, São Paulo — paulistano (ci-
salamanquino dade)
São Domingos — dominica­noSão Salvador — salvadore­nho, salvatoriano (Repú­blica)Santa Catarina — catari­nense Santos — santista Sergipe — sergipano
Trás-os-Montes   —   trans­montano Três Corações — tricordia­no, três-coraçõesense
Turim — turinês
Santarém — santareno, es-
calabitano (Portugal) Santarém — santareno, mo- Uruguai — uruguaio, cispla-tino
corongo (Pará)
São Luís — são-luisense
São Paulo — paulista (Es- Veneza — véneto, veneziano
tado) Vitória — vitoriense
  Entre os adjetivos pátrios brasileiros temos coisas curiosas a respeito de outras denominações que se atribuem aos habitan­tes de certos Estados, regiões ou cidades. Há certos adjetivos pátrios, a que podemos chamar de jo­cosos ou humorísticos, de históricos sem intenção pejorativa.

Vejamos alguns:

  • —   Cabeça-chata. É a denominação que se dá aos nordestinos, principalmente aos cearenses. Os revolucionários da revolu­ção constitucionalista de São Paulo chamavam cabeças-cha-tas a todos os nortistas e nordestinos das polícias estaduais.
  • —   Bares. Os naturais do Amazonas são chamados de bares. Ba­res é o nome de uma tribo indígena.
  • —   Potiguares ou Potiguaras. Os naturais do Rio Grande do Nor­te são chamados de potiguares ou potiguaras. Potiguares é o nome também de uma tribo indígena. Significa comedores de camarão.
  • —  Capixaba. É o nome que se dá aos naturais do Espírito Santo. Dizem que no local, onde hoje se localiza a cidade de Vitóiia, os índios haviam feito uma imensa plantação ( = capixaba).
  • —  Carioca. É o nome com que se apelida os habitantes da cida­de do Rio de Janeiro. A sua origem é assunto discutido. Tal­vez seja proveniente do rio Carioca, que desemboca na praia do Flamengo; ou do chafariz que existia no largo da Cario­ca. A sua etimologia do tupi (cari+oca, casa de branco) é bem aceita.
  • —  Barrigas-verdes. Os catarinenses são chamados de barrigas-verdes. Esse nome se deve ao uniforme, que tinha um peiti­lho verde, usado pelos soldados provenientes dessa província, durante a guerra do Paraguai.
  • —  Gaúcho. Os gaúchos eram bandos de índios, guerreiros, que se fixaram no Rio Grande do Sul.
  • —  Papa-jirimum. É o apelido que se dá aos habitantes de Natal. Dizem que se origina de uma plantação de aboboreiras num largo do quartel do exército.
  • —  Bandeirantes. É o nome que se dá aos paulistas.
 

EXERCÍCIOS

  1  — Substitua as expressões em grifo por adjetivos pátrios:
  • a)     Êle é (natural de Jerusalém): ……………………………………………….
  • b)    Escrevi uma carta a um amigo (do Irã) : …………………………..
  • c)     Tive um canivete (da Croácia) : ………………………………………….
  • d)    As paisagens (do Cairo) …………………………………  são lindas.
  • e)     Os (habitantes de Argel) ………………………………….  são gentis.
   

2  — Dar o país ou a região a que correspondem os adjetivos

Comentários

comments

Mais textos

1 comentário - Comente também

Prezado visitante: por favor, não republique esta página em outros sites ou blogs na web. Ao invés disso, ponha um link para cá. Obrigado.


Parceiros
  1. Blog do Miguel
  2. Conexões Epistemológicas
  3. Consistência
  4. Diário da fonte
  5. Filosofonet
  6. Ricardo Rose – Da Natureza & Da Cultura
  7. Umas reflexões
  8. Veritas

Início