TUITS APOCALÍPTICOS

nov 26th, 2011 | Por | Categoria: Política

Nei Duclós Cruzar passagens bíblicas – tão exploradas pelo fundamentalismo ágrafo – com a realidade das mídias sociais pode ser um bom exercício de linguagem. Muita gente curtiu no twitter. Na sequência, outra saraivada de tuits, desta vez contra a mídia, a que se acha. Deus fez o mundo e depois apertou o botão curtir […]



SEM DISPARAR UM TIRO

nov 26th, 2011 | Por | Categoria: Política

Nei Duclós A Rede Globo tomou a favela numa operação perfeita. A polícia deu uma força Seu coração está enorme. Precisa caminhar no convés, disse o médico. É o amor. Me deixa imobilizado, disse Jack o Marujo Sem disparar um tiro, fiz café da manhã Mas o Brasil acha que mulher no poder é a […]



CHUTES POR ESPORTE

nov 26th, 2011 | Por | Categoria: Política

O sr. está andando meio curvado, devido à barriga, disse o jovem médico. Vou matá-lo, disse o veterano Arqueólogos do futuro vão procurar uma explicação para multidões se concentrarem em frente a marmanjos de microfone grudado fazendo ruído Sabe essa energia boa, que pinta? Não é energia, é outra coisa. Energia, só elétrica. Vai chegar […]



UM CARA CHAMADO DOMINGO

nov 26th, 2011 | Por | Categoria: Romance em prosa poética

Nei Duclós Domingo é habitante do mato, que mora no pé do morro e toda semana vem até o povoado comprar mantimentos.Paga com luz do sol e janela aberta Esperança é namorada de Domingo.Fica na espera,fingindo que conversa com as amigas.Mas está de olho no moço que vem a pé com cheiro de terra Essas […]



PEDAÇO

nov 26th, 2011 | Por | Categoria: Poesia

Nei Duclós Você quebra, colibri do mato nos meus dedos grossos de estanho cartilagem como fibra de cânhamo na pressão do amor desesperado Você é pluma e eu peso pesado sou jequitibá e tu begônia não fosse tua gula por tamanho estaria eu triste e sem escolha És borboleta presa na vidraça retiro o alfinete […]



RECONCILIAÇÃO

nov 26th, 2011 | Por | Categoria: Poesia

Nei Duclós Decida-se pela paz dentro de você não apenas com imagens no espelho ou com todos os avatares fake Reconcilie-se com seu presente deixe o passado no ermo e aperte a mão de quem não é idêntico Some a dor acumulada e livre-se instaurando a saúde da recompensa Coloque sua cabeça a prêmio e […]



BILHETE

nov 26th, 2011 | Por | Categoria: Poesia

Nei Duclós Desejo é ponte entre verso e beijo assim como flerte vem antes da cama escrevo bilhete em letra de forma e assino a cursiva fonte do drama Dobras o texto guardando no cofre e atiras a chave num mar em chamas a água que venta em dias de sorte cobre o segredo com […]



DOÇURA PLENA

nov 26th, 2011 | Por | Categoria: Poesia

Nei Duclós Te abandonas no chão como o outono em vão pisa a folha em branco árvore da memória que solta a flor depois da hora e não atinas até que o acervo te flagra em comunhão com o tempo jogado fora Capto o cantochão que o instante implora, sou feito de choro quando vejo […]



HORIZONTE, RASGO DE LUA

nov 26th, 2011 | Por | Categoria: Poesia

Nei Duclós No cais, o vento ondula o vestido apertado pelas mãos que abraçam rosas. As que deste prometendo voltar.Ela te seguirá sentindo o perfume O horizonte é um rasgo no mar de onde se liberta a Lua cheia. Todas as criaturas se dissolvem. Fica apenas a musa, enigma do verbo Já passou, disse a […]



CELEIRO

nov 26th, 2011 | Por | Categoria: Poesia

Nei Duclós Debochas, pelo trigo em excesso verso diário no celeiro de delírio tesouro de um antigo e quase cego que liberta teu gozo reprimido Palavras duras brotam do teu riso pois agora dispões de um latifúndio podes curtir o prazer enquanto morro cumprindo pena capital do amargo exílio Não sabes que isso seca em […]