Continued from:


102.   
Origem psicológica.

Tinha,
pois, que escolher Locke aqui o sentido em que ia tomar a palavra origem, pois
segundo o sentido em que a tomasse, conduziria sua investigação (e,
naturalmente, a dos seus sucessores) por um determinado caminho. Eis aqui que
Locke escolheu o caminho da psicologia. Por origem entende Locke o caminho
psicológico segundo o qual se formam em nós as idéias. Desde o princípio,
pois. a teoria do conhecimento de Locke se coloca sob o signo da psicologia.
Locke distingue duas fontes possíveis de nossas idéias: a sensação e a
reflexão. Locke entende por sensação o elemento psicológico mínimo, a
modificação mínima da mente, da alma, quando algo, por meio dos sentidos a
excita, lhe produz essa modificação; e entende por reflexão o perceber a alma
aquilo que nela própria acontece. De modo que a palavra "reflexão"
não tem em Locke o sentido habitual, mas tem um sentido equivalente ao de
experiência interna, enquanto que a palavra "sensação" viria a
significar a experiência externa.    

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.