►► Aristóteles: Biografia e pensamentos


Aristoteles resumo pensamento biografia

Aristóteles

Aristóteles: biografia e pensamentos

Aristóteles (384-322 a.C) foi um filósofo grego nascido na cidade de Estagira, na Calcídica, Macedônia, distante 320 quilômetros de Atenas. Essa cidade foi por muito tempo colonizada pelos jônicos, e em virtude disto ali se falava um dialeto jônico. O nome do pai de Aristóteles era Nicômaco, um médico. Aristóteles foi criado junto com um grupo de médicos, amigos de seu pai. Nicômaco chegou a servir a corte macedônica, a serviço do rei Amintas, pai de Felipe, futuro rei. Na sua juventude teria jogado fora seu patrimônio e aos dezoito anos foi para Atenas, a fim de aperfeiçoar sua espiritualidade, e lá ingressou na Academia, onde se tornou discípulo de Platão, o que marcaria profundamente sua biografia.

Na Academia, Aristóteles amadureceu e consolidou sua vocação para filósofo. Teria freqüentado-a por cerca de vinte anos, aproveitando em muito o convívio com o mestre. Foi um discípulo brilhante inicialmente,   e professor de retórica depois. Não se sabe ao certo seu papel na Academia, mas deve ter se ocupado dos diversos assuntos que a Academia investigava e tratava com toda a sociedade ateniense e com ilustres personagens da cultura grega da época, como por exemplo, o eminente cientista Eudóxio. Durante este período na Academia, o jovem Aristóteles chegou a defender os princípios platônicos em alguns escritos. Mas sua inteligência e disciplina extraordinária o faziam discordar em muitos pontos da doutrina do mestre.  Na obra Parmênides, de Platão, aparece a figura do jovem Aristóteles. Esse diálogo foi feito para responder a algumas críticas que a Teoria da Idéias vinha sofrendo. De fato, Aristóteles foi um dos primeiros e o maior crítico da teoria platônica das Idéias, com demonstra em muitas obras, principalmente na Metafísica.

    Aristóteles organizou uma biblioteca. De fato, era um homem que passava grande parte do tempo estudando, e Platão chegou a critica-lo por estar sempre em companhia dos livros, enquanto Aristóteles critica Platão por mitificar a realidade. Sua obra aborda vários ramos do saber: política, zoologia, botânica, física, , filosofia e outros.  Depois da morte de Platão, Aristóteles dirigiu-se à Ásia Menor. Junto com o colega de Academia Xenócrates,   estabeleceu-se em Assos, onde permaneceu por três anos. Depois foi para Mitilene, na ilha de Lesbos. É provável  que em Mitilene tenha feito grandes pesquisas sobre ciências naturais, em conjunto com aquele que depois viria a sucedê-lo, Teofrasto. Em 343/342 Aristóteles é chamado por Felipe, o Macedônio (aquele mesmo que era filho do rei Amintas que tinha como médico Nicômaco, pai de Aristóteles) para ser  preceptor do jovem  Alexandre, o Grande. É provável que Aristóteles tenha conhecido Felipe quando criança, na corte macedônica. Começou a ensinar Alexandre quando este tinha treze anos, e era um irrequieto jovem. Aos quinze anos este abandonou a filosofia e começou sua ascensão. Existes duas datas prováveis para a saída de Aristóteles da Macedônia e de seu cargo de preceptor: 336 a.C ou 340 a.C.

    Aristóteles voltou a Atenas em 334 a.C. e seus últimos doze anos a os mais fecundos literariamente. Fundou sua própria escola, o Liceu quando tinha cerca de cinqüenta e um anos de idade. Para começar com essa escola que seria a rival da  já meio decadente Academia, Aristóteles alugou alguns edifícios próximos ao templo em honra a Apolo Lício. Por causa disso, a escola de Aristóteles ficou sendo conhecida como Liceu. Os estudantes receberam o nome de Peripatéticos, pois aprendiam passeando com o seu mestre nos jardins do Liceu. A pesquisa realizada por Aristóteles e seus discípulos foi um projeto monumental. Conta-se que Alexandre, já homem feito e com o trono imperial assumido, teria dado indicações aos seus súditos para ajudar Aristóteles a colher material botânico em um enorme espaço geográfico. Devido a essa ligação com o Império Macedônico, Aristóteles sofreu com a reação que houve em Atenas depois da morte de Alexandre, sob a alegação de ter sido o mestre daquele que conquistara a Grécia. Para fugir dos inimigos, foi para Calcídia, onde sua mãe tinha alguns bens. Morreu em 322 a. C, poucos meses depois de ter se exilado.

     Aristóteles escreveu cerca de cento e vinte obras, das quais quarenta chegaram até hoje. Seus livros fundamentais são: , a Nicômaco, Ética a Eudemo, Orgânon, Primeiros Analíticos, Segundos Analíticos, Física, Metafísica, Sobre o Céu, Crescimento e Decadência, Sobre a Alma, As partes dos animais, Política, entre outros. Essas obras pertencem ao conjunto do chamado corpo esotérico das obras de Aristóteles. É sabido que a obra de Aristóteles é dividida em dois grandes grupos: os escritos exotéricos e os escritos esotéricos. Os escritos exotéricos seriam aqueles de fácil leitura, dirigidos ao grande público. Desse grupo restaram apenas alguns fragmentos e títulos, como por exemplo O Grilo ou da Retórica, aonde Platão defendia a posição platônica contra Isócrates. Infelizmente, os escritos esotéricos estão quase que totalmente perdidos. Por outro lado, muitos dos escritos esotéricos chegaram até os dias de hoje. Esses escritos eram feitos para os iniciados do Liceu, alunos e mestres, muitos ministrados em aulas, sendo patrimônio exclusivo do Liceu.

     O estilo do é predominantemente científico. Muitos livros seus se perderam, especialmente na época da Renascença, por causa do Index (índice de livros proibidos) da Igreja católica. Realizou importante trabalho de revisão, elaboração da história dos pré-socráticos. A Grande Obra Aristotélica não teria chegado até os dias de hoje se não fosse as edições árabes, a organização de alguns aristotélicos, como Avicena e Averróis, e o imenso trabalho de filósofos e padres, que copiavam e traduziam os fragmentos à mão.  O organizador da Biblioteca de Alexandria. Andronico de Rodes-  que também foi o décimo sucessor de Aristóteles no Liceu- conseguiu organizar uma edição das obras de Aristóteles, em meados do século I.  A palavra metafísica, que tem várias acepções em diversos autores, teve o sentido primeiro batizado por Andronico. De fato, ao organizar sua coleção da obra aristotélica, Andronico chamou de ta meta ta physica (depois da física) o conjunto de livros que era colocado na estante depois da obra intitulada Física. Essa obra, chamada então de Metafísica, versava sobre a causa primeira, o Motor Imóvel do mundo. Assim, o sentido dado à palavra metafísica por Andronico se transformou para algo como "além da física", ou seja, o supra-sensível, que não se apresenta aos sentidos. Mas a palavra una Metaphysica não se encontra antes da Idade Média, particularmente em Averróis, segundo Eucken.

   Aristóteles, para  Diógenes Laércio, foi o mais genuíno discípulo de Platão. Essa colocação parece ir contra a opinião corrente, visto que Aristóteles contraria em muito a doutrina platônica, em especial a Teoria das Idéias.  Ele reconhece no mestre uma alma indisciplinada e irregular, que passava mais tempo em contemplação, buscando encontrar a verdade das idéias, do que em contato com a realidade simples, que mitificava. Aristóteles achava que a Idéia não constituía realidade separada. A realidade para ele é de indivíduos concretos, e só neles existe a idéia, a quem chama de forma. Argumenta que é a razão que controla nossos atos e nela há o raciocínio a partir dos dados dos sentidos. A forma seria aquilo que a matéria faz. O mundo é dividido entre orgânico e inorgânico, sendo o orgânico o que encerra em si uma capacidade de transformação, como veremos mais adiante. Mas essa interpretação de que Aristóteles se desvia completamente do mestre é equivocada, como observa Giovanni Reale, pois um discípulo genuíno não apenas repete o mestre, conservando intocável sua teoria, mas sim quem busca saídas novas para as aporias quer não foram resolvidas, busca superar e atentar para os pontos em que pode ter havido erro. De fato, em uma obra madura, Ética a Nicômaco, temos um exemplo do impasse que se dava na alma do Estagirita, entre defender suas próprias idéias e respeitar a amizade a Platão e aos platônicos. Diz Aristóteles em I, 6, 15:

    "Seria melhor, talvez, considerar o bem universal e discutir a fundo o que se entende por isso, embora tal investigação nos seja dificultada pela amizade que nos une àqueles que introduziram as Idéias. No entanto, os mais ajuizados dirão que é preferível e que é mesmo nosso dever destruir o que mais de perto nos toca a fim de salvaguardar a verdade, especialmente por sermos filósofos ou amantes da sabedoria; porque embora ambos nos sejam caros, a piedade exige que honremos a verdade acima de nossos amigos".
    Ele prossegue observando não ser possível uma Idéia comum por cima de todos os bens, como queria Platão, porque bem é usado tanto na categoria de substância quanto na de qualidade e  relação. E nas Idéias eternas não há prioridade e posterioridade. Por causa disso, Platão não estabeleceu uma Idéia que abrange todos os números. A palavra bem é predicada na categoria de substância, quantidade, qualidade, relação, espaço. Então bem não pode ser único e igualmente presente.    Embora haja desavença em questões como essa, de ser possível ou não um "bem em si", há concordância em muitos outros pontos. Nessa mesma obra Aristóteles concorda com a opinião platônica que punha a essência do homem na alma.  Assim como o carpinteiro, o olho o pé e outras coisas têm uma função própria, o homem precisa ter uma função que lhe seja peculiar. A função do homem, observa o Estagirita, não pode ser a vida -pois essa é comum até às plantas-, nem a percepção – pois essa é comum aos animais-, mas sim a atividade do elemento racional. A função do homem é, pois, uma atividade da alma que "segue ou implica um princípio racional". Daí o fato de ele fazer a famosa afirmação: "o homem é um animal racional".

    Outro ponto em que Aristóteles concorda com o mestre é em sua crítica aos sofistas. Contrariou  a opinião arbitrária destes sofistas, e o seu estilo literário é predominantemente científico.

    Aristóteles criou a lógica, com o seu silogismo.  O silogismo de Aristóteles pode ser definido assim: é um trio de termos, no qual o último, que é a conclusão, contém uma verdade que se chega através das outras duas. A é B, C é A, portanto C é B. O exemplo clássico de silogismo pode ser dado pelo trio de frases a seguir:
    A. Todos os homens são mortais
    B. Sócrates é homem.
    C. Logo, Sócrates é mortal.

    A lógica não faz parte do esquema que Aristóteles dividiu e sistematizou as ciências. A lógica considera a forma que deve ter qualquer tipo de discurso que pretenda demonstrar algo, e em geral queira ser probatório. A lógica pretende mostrar como o pensamento procede quando pensa, qual é a estrutura do raciocínio, como são feitas demonstrações. A lógica é  preliminar às ciências, necessária para o modo como estas são desenvolvidas. Mas não tem em vista a produção de algo, nem a ação moral e não tem um conteúdo determinado, nem teorético. Ela é mais um instrumento necessário à produção mental que origina as ciências. A parte da obra de Aristóteles que trata da lógica, é, principalmente, os Analíticos. Vale observar que o termo lógica não foi usado por Aristóteles do modo como hoje o entendemos, mas é de formação tardia, da época de Cícero.

    A verdadeira demonstração é feita pelo silogismo, como escreve Aristóteles nos Segundos Analíticos:
    "Chamo demonstração o silogismo científico, chamo científico aquele silogismo com base no qual, pelo fato de possuí-lo, temos ciência".

    Contrapondo-se ao silogismo científico temos o silogismo dialético, que parte de premissas baseadas na opinião. O resultado desses silogismos é apenas provável.

    As categorias oferecem os sentidos do ser.  Os significados de ser são os quatro seguintes:
    a) ser segundo as diferentes figuras de categorias;
    b) ser segundo o ato e a potência;
    c) ser como verdadeiro e falso
    d) ser como acidente ou ser fortuito.
    Por outro lado, temos a tábua das categorias:
    1) Substância ou essência
    2) Qualidade
    3) Quantidade
    4) Relação
    5) Ação ou agir
    6) Paixão ou padecer
    7) Onde ou lugar
    8) Quando ou tempo
    9) Ter
    10) Jazer

    Podemos dizer que a ciência ocidental efetivamente começou com Aristóteles. Na sua astronomia, por exemplo, o mundo é cíclico, e ele convenceu-se de que a infinita variedade da vida podia ser disposta numa série contínua, no qual um elo é indistinguível do segundo. Assim existe a escada da natureza, que evolui dos organismos mais simples para os mais elevados.

    Aristóteles acha que o homem usou as mãos para a manipulação porque se tornou inteligente, e não o contrário. Sua fisiologia é precária, pois acredita em coisas como: o cérebro é um órgão para resfriar sangue, o corpo do homem é mais completo que o da mulher. Aliás, sua visão da mulher não era das melhores. Na reprodução, a mulher é passiva e recebe, enquanto o homem é ativo e semeia. Dessa forma as características seriam predominantemente do pai. Apesar disso a visão de Aristóteles a respeito das mulheres envolve vários aspectos positivos.

    A biologia evoluiu muito com as conclusões que Aristóteles chegou observando a natureza. O macaco é o intermediário entre o homem e o quadrúpede, quanto mais altamente desenvolvida for uma espécie, menor será sua prole. Criou a embriologia. Em sua metafísica, que evoluiu da biologia, tudo é movido por uma força para se tornar algo maior, para evoluir. Esta força é o Motor Primeiro, imóvel. Tudo no mundo se move para preencher uma necessidade, entre as várias causas que determinam um acontecimento, a final é a mais importante. Por exemplo, a causa final da chuva não é física, chove porque os seres vivos precisam de água. A divina providência coincide com a ação de causas naturais.

    Aristóteles diz que a matéria é potência, ou seja, tem a capacidade de assumir ou receber a forma. O bronze é a potência para a estátua de bronze, ou a estátua de bronze existe em potência no bronze. A matéria é potência para uma cadeira de madeira e mais diversos objetos de madeira, e assim por diante. Todas as coisas materiais têm potência. Os seres imateriais são puro Ato. O  ato, ou enteléquia é a realização, perfeição atuante a atuada. A alma é a enteléquia do corpo. As substâncias sensíveis e Deus são enteléquia.

    A metafísica aristotélica (que ele chamava de filosofia primeira) tem as seguintes funções: investigar as causas e princípios primeiros ou supremos, investigar o ser enquanto ser, investigar a substância, investigar Deus e o supra sensível. Quem investiga as causas primeiras, costuma chegar num impasse que só pode ser entendido pela existência de um Ser Divino, supra-sensível, que não é causado por nada, que é a causa de si mesmo. Para Aristóteles existe um Deus, não humano. Era contrário, portanto, ao antropomorfismo. O Deus seria responsável pelos primeiros movimentos, a sua fonte. Ele é pura energia, incorpórea, indivisível, sem sexo, sem alteração, eterno e perfeito. É autoconsciente, então não faz coisa alguma, sua única ocupação e contemplar a essência das coisas, pois ele próprio é essência. Ou seja, ele pensa e contempla a si mesmo. Ele não pensa os mortais, pois o conhecimento das vicissitudes mortais, seria, (se existisse) aos olhos de Aristóteles uma limitação de Deus.  Esse Deus pensa o mais divino e o mais digno de honra. A existência da metafísica é justificada pela admiração que o homem sente diante das coisas, ela nasce de um amor puro ao saber, da necessidade humana de perguntar por um porquê último. Esta afirmação está no início da Metafísica de Aristóteles. Para Aristóteles, a metafísica é a ciência mais elevada, porque não tem finalidades práticas e não está ligada a nenhum bem material. A própria filosofia é uma atividade que depende do ócio intelectual para poder existir.

    A metafísica busca as causas primeiras. Aristóteles definiu as causas como quatro:
    1) causa formal – tanto essa como a segunda são a constituição das coisas. A forma ou essência das coisas. A alma para os animais, as  relações formais determinadas para diferentes figuras geométricas.
    2) causa material – A matéria de que é feita uma coisa. Nos animais, por exemplo, seria a carne e os ossos. Numa taça de ouro, o ouro, etc.
    3) causa eficiente – ou motora. As coisas foram geradas a partir de uma causa, a eficiente. Dela provém a mudança e o movimento das coisas. Os pais são a causa eficiente dos filhos, por exemplo.  Esta causa seria a que veio sobreviver na Filosofia Moderna, graças, sobretudo, a Descartes.
    4) causa final – para onde tende o devir do homem. O que é perfeito (Deus) não muda, pois não necessita de mais nada para ser completo. As coisas mudam com aspiração à perfeição.

    Na definição aristotélica, a alma é todo princípio vital de qualquer organismo. No homem é também a força da Razão. É imortal, puro pensamento, inviolado pela realidade. É independente da memória. A alma é, portanto, enteléquia primeira de um corpo natural e orgânico. A alma intelectiva, diz Aristóteles, parece  parece ser uma espécie diferente de alma. Para melhor definir a alma, ele a dividiu em três tipos:   alma vegetativa, alma sensitiva e a alma racional. A alma racional seria exclusiva do homem, a sensitiva, pertenceria também aos animais, e a vegetativa, comum a todos os seres vivos.

    A criação nasce do impulso criativo e da ânsia pela expressão emocional. A arte imita a vida. O prazer intelectual é o bem maior que podemos alcançar.

    Em sua Ética, Aristóteles pergunta: como o homem deve viver, do que precisa para uma boa vida? Qual é o seu bem supremo? A resposta é: a felicidade (eudaimonia). Ele cita três formas em que se crê no alcance da felicidade:   uma vida de prazeres ou gozos, uma vida com honra, ou política, e uma vida como filósofo. Aristóteles descarta a honra como felicidade, pois esta não é uma coisa interior, mas sim uma coisa que é conferida à pessoa por terceiros.  Toda ação tende para um fim. Temos virtude porque agimos corretamente. Nada deve ser em falta ou em excesso, tudo no meio termo, ou moderadamente. A amizade é um auxílio à felicidade, que só encontramos pura em nós e do conhecimento da nossa alma. Aristóteles fala do homem ideal, que não se preocupa em demasiado, mas dá a vida nas grandes crises. Não tem maldade, não gosta de falar, enfim é pouco vaidoso. Na Ética a Nicômaco, Aristóteles fornece a seguinte relação de vicio e de virtude:
    1) a mansidão é o ponto médio entre a iracúndia e a impassibilidade;
    2) a coragem é o ponto médio entre a temeridade e a covardia;
    3) a verecúndia é o ponto médio entre a imprudência e a timidez;
    4) a temperança é o ponto médio entre a intemperança e a insensibilidade;
    5) a indignação é o ponto médio entre a inveja e o excesso oposto que não tem nome;
    6) a justiça é o ponto médio entre o ganho e a perda;
    7) a liberalidade é o ponto médio entre a prodigalidade e a avareza;
    8) a veracidade é o ponto médio entre a pretensão e o autodesprezo;
    9) a amabilidade é o ponto médio entre a hostilidade e a adulação;
    10) a seriedade é o ponto médio entre a complacência e a soberba;
    11) a magnanimidade é o ponto médio entre a vaidade e a estreiteza da alma;
    12) a magnificência é o ponto médio entre a suntuosidade  e a mesquinharia.
 
    Nessas ações, a virtude ética é a justa medida que a razão impõe a sentimentos, ações ou atitudes, que sem o devido controle, tendem para o excesso. A justiça é considerada por Aristóteles como a virtude ética mais importante.

    Para a política, Aristóteles cita diversas boas formas de estado: democracia, monarquia, citando suas vantagens e defeitos, mas a melhor seria a aristocracia. Valoriza a liberdade individual e a privacidade, que devem estar acima do poder social (ao contrário de Platão). Não acredita numa Utopia, porque a maldade é inerente à alma humana. Alguns são destinados a comandar, outros a obedecer. Despreza o trabalho manual, rebaixado aos escravos, como era comum na Grécia antiga. A educação deve ficar por conta do Estado. O controle social é necessário, acredita, porque leva à virtude.

Essas obras de Aristóteles foram as mais  lidas, discutidas e comentadas da Antiguidade, deixando um legado inestimável para a história da cultura, e alterando de forma definitiva o curso da história da filosofia.

Texto tipo fichamento. Clique aqui para ver a bibliografia

Comentários

Mais textos

About the Author

Profile photo of Miguel Duclós

Miguel Duclós

Webadmin do Consciência, formado em filosofia pela USP, aficionado eterno de internet.

Comments

  1. Pingback: SoftGz » Aristóteles: biografia e pensamentos
  2. grande coisa… nao serviu de nada pra mim!!!!!! na minha concepçao, aristoteles foi um filosofo ateu que só causou o surgimento dessa materia idiota que é filosofia!!!!!!!!!!!!!!

  3. vcs tem separar ideis,penssamaentos,biogarfia e colocar o nome em cima de cada um
    ex:IDEIAS
    ………………………………………………
    ……………………………………………..
    PENSSAMENTOS
    ………………………………………………
    ……………………………………………..
    BIOGRAFIA
    ……………………………………………
    …………………………………………….
    MAIS TIRANDO ISSO TAH TUDO MUITO BEM ESPLICADINHO ADOREI ESSE PAGINA

  4. bom achei super iterssante nada falar que divertido mas da pelo menos dizer que é um pouco grande de mais p/ o joven de hoje que so querem saber de farra. nem iinterrsante nem nada acha que so por serem jovem não tem saberen de nada alcontrario deevariam saber de tudo e mais um pouco ainda. bom foi isso que veio na menta ate aproxima.. bjs!

    1. Victor, esse texto foi escrito por mim e publicado em 1997, bem antes de existir qualquer outro site de filosofia, e é fichamento de livros de história da filosofia, ok? Nós não republicamos conteúdo de outros sites (a não ser em casos especiais quando enviados diretamente pelo autor), é sempre o contrário que acontece.

  5. eu vou ter que apresentar um trabalho de matemática sobre Aristóteles e achei esse saite muito enteressante pois está falando tudo que eu presiso para apresentar,está citando sua origem,obras principais e várias outras coisas
    gostei desse saite
    um beijo!!!

  6. Sem dúvidas acredito e, com o apoio de todo o meio virtual, que este trabalho foi possível de se concluir. Os textos foram extensos, sim, mas tornar-se-ia impossível e irracional dentro da lógica do criador, não se querer transmitir o pensamento total. Por ser uns dos primários na arte das ciências, é óbvio que falhas que só hoje podem ser reparadas, este filósofo teve. Grande contribuição histórica nos deixou e, nos cérebros mais desenvolvidos, promulgou a ciência e, ainda dentro da ciência, criou todas as formas de poder que corrompem a sociedade. Um exemplo disso é a lógica na retórica política, nas doutrinas filosóficas, etc. Tanto que ‘leigos’ estudavam-no para fins teológicos…. O assunto é extenso mesmo. Não é com uma postagem que encerramos o assunto! Sucesso e parabéns. tente por link’s com obras originais ou semelhante.

  7. Perfeito fichamento. Parabenizo pelo trabalho, vejo que Aristoteles foi sem dúvidas um dos maiores filosofos do mundo ocidental.

    Portanto, se faz necessário parabenizar o autor do trabalho, como também ao site por divulgar tal.

    charles dos santos almeida
    Universitário

  8. É UM TEXTO REALMENTE MUITO BOM RETRATA SUA VIDA(DE ARISTOTELES) DE JEITO PRENDER O LEITOR MAS É MUITO LONGO E POSSUI PARTES DESNECESSÁRIAS DE SEREM ESCRITAS.A LETRA PODERIAM SER MAIOR PARA AQUELES COM PROBLEMA DE VISÃO.PARABÉNS O AUTOR DO TEXTO.

  9. Bem achei o texto bastante complexo mas ainda faltam algumas partes e obras de Aristóteles como o efeito da resesitência do meio (ar, água, óleo)na queda dos corpos e o efeito do peso!
    E esse texto poderia ser mais resumido e de fácil compreensão!
    Mas o texto é muito Bom!
    :D

  10. Tem muitos detalhes desnecessários, que tornaram o texto grande demais. Quantidade não é qualidade, então tirando algumas partes que não são necessárias, ficaria bem melhor o texto, sem contar que algumas partes torna a compreensão bem difícil.

  11. adorei esse site
    agora sou uma grande fã dele!!!
    tudo pq
    eu assisto uma serie q no final dela eles falam citações de Aristoteles…
    *****************************************

  12. fantastico!!
    adorei estudar mais sobre a filosofia antiga sobre Aristótoles, etc…
    valeu apena ter que fazer esse trabalho…
    aprendi muito.
    é realmente muito massa…

  13. QUANTO AO SITE, DISPENSA COMENTÁRIO, PARA NÃO PASSAR EM BRANCO, SÓ RESTA DIZER PARABÉNS. AO LÊ-LO ME SENTIR FELIZ. É IMPULSIONANTE PARA A VIDA. MUITAS VEZES COMO AGORA, POR MAIS QUE VOCÊ QUEIRA DIZER ALGO QUE EXTERIORIZE O SEU SENTIMENTO, VOCÊ NÃO CONSEGUE EXAURIR A EXAUSTÃO. VIVA A FILOSOFIA.

    ADVOGADO. EX MENINO DE RUA.

  14. oláá pessoal! adorei o site, além de me ajudar a fazer os trabalhos escolares, me ajuda a entender um pouco mais sobre esse homem espetacular que foi aristóteles! Sou grande fã dele, e uso as frases/pensamentos dele para viver meu dia-a-dia.

    Obrigadinho, Camylie! ;@

  15. foi muito legal fazer essa pesquisa pois e muito interessante e ao mesmo tempo insentivante para muitas pessoa e foi muito legal fazer essa pesquisa tudo que eu queria achei tudo ….

    ADOREI FAZER ESSA PESQUISA!!!!!!!!!!!

  16. é bem dificil comentar sobre esses homens,tão geniais e conhecedores da mente humana,na questão da politica dando valor a liberdade é realmente o principio que deveria prevalecer em todos os mo
    mentos de nossa vida,principalmente a liberdade de expressão.

  17. adorei o site,ele realmente é tudo de bom,principalmente em relação a linguagem na qual ele passa as informações ao leitor!
    realmente o site esta de parabéns.
    um abraço e muito sucesso ao site e a todos que dele faz parte.

  18. OS PENSAMENTOS DE ARISTÓTELES SÃO PROFUNDOS E VERDADEIROS , NELES PODEMOS VER E SINTIR A PREUCULPAÇÃO QUE ELE TEM PARA COM O FUTURO A IMPORTANCIA DA AMIZADE PARA ELE ..E O MODO QUE ELE VÊ O AMOR………
    ISSO É MUITO LEGAL ISSO É SER INTELIGENTE…….

    MICHELLE..

  19. gostei muito deste texto …pq tem coisas antigas que realmente precisamos procura para trabalhos
    dou meus parabéns para que fez este site

    beijos kiss (“;) ass: Eu linda gracinha

  20. Para nós acadêmicos que necessitamos sempre de estar estudando, pesquisando este saite é uma maravilha, sempre encontro o que procuro para expandir meus conhecimentos. Apesar de ser graduada em filosofia a luta continua no sentido de estar sempre buscando novos conhecimentos e aperfeiçoando nossa prática em sala de aula. Continuem contribuindo com textos maravilhosos nós agradecemos.

  21. !!! esse saite é ótimo com ele estou aprendendo muito sobre a história antiga, quando vocês estive mais saites ou materia como esse podem manda pro meu e-mail gilvansoares@yahoo.com.br, adoro esta sobre a história antiga estou aprocura na interner o livro O PRINCIPE DE NICOLAU MAQUIAVÉL, quem soube de algum saite com livros por favor não me deixem de fora…

  22. adorei a devugaçao desse texto ate porque reconhecer o valor e a inteligencia desse homem.
    espero que a sociedade a cada dia que passar possa dar mais valor aqueles que contribuiram pra o nosso presente,aos herois que deram toda suas vidas por aquilo que gostavam.

  23. nooooooosssssssssssaaa.. uq dizer d ARI….

    to xonada.. toca no fundo da gent homem d

    palvras sábias.. mal vinha na cabeça i ja tava flando!!

    poucos fazem isso…

    bjus.. muito bom!!

    ;*

  24. nesse site tem tudo que eu queria para meu trabalho
    ta de parabens
    foi o melhor site que ja vi sobre aristoteles
    fala sobre as doze virtude foi o unico que eu encontrei sobre eles
    mais uma vez parabens mesmo ……….
    abraços!!!!!!!

  25. nesse site tem tudo que eu queria para meu trabalho
    ta de parabens
    foi o melhor site que ja vi sobre aristoteles
    fala sobre as doze virtude foi o unico que eu encontrei sobre eles
    mais uma vez parabens mesmo

  26. Estou fazendo o curso de ciencias biologicas, temos a diciplina filosofia.
    Escolhe Aristoteles estou amando as obras dele, pra mim ele tem tudo a ver com ciencias.
    Adorei este artigo sobre ele.
    Parabens, com certesa vou quere conhecer melher sus obras, estou lendo metafísica é muito bom

  27. Srs.,
    lendo o texto, fiz a seguinte reflexão:
    Se Aristóteles foi um dos “pilares” da doutrina Católica Romana, por que foi incluído no “ÍNDEX”, tendo seus livros quase todos queimados?!

  28. Esse sait é muito bom pq nele nós encontramos muita coisa interesante.
    Eu sempre que vou fazer trabalho de filósofia , eu sempre veio pesquisar aqui é muito bom .
    e eu sempre levo 10 em todo trabalho que eu faço pois esse sait é completo. Um abraço !!!!

  29. Nuss……..conheci o site hoj…….mais agora concerteza vo entra sempreeeee……..mto booooom…….me ajudo mtooo……excelent pa qm estuda filosofia naum só por obrigação mas tbm por diversão….bjim..

  30. sou estudante de pedagogia, primeiro bloco,descobrir aristoteles está sendo maravilhoso e gratificante,além de ampliar meus conhecimentos,aristoteles me instiga à leitura.

  31. o trabalho desse homem aristoteles foi uma pessoa muito inportante para nos porque ele eleva todas as coisas a um nivel de eselente aspecto e caracteriza a vida de uma pessoa muito surprindente …. e esse foi um dos textos mais desenvolvidos q acompanha bem a vida dele q des do comesso fala otimo e bem da vida .. mas com tudo o mais importande disso ,oq eu achei e apenas como ele desenvouvel as obras dele o pensamento e varias outras coisas ,,

  32. LiLaah ;DDD
    – Bom eu particularmente Me Identifico Bastante com o Estudo Filosofo e Inclusive eu Tenho Muito o hábito de “Filosofar”….

    é Isso….
    Intão conclusão o Site Fico super Claro e Obvio Mtu conclusivo…;]
    Até Mais !

  33. Esse site é mesmo muito bom tem muita materia antiga aqui tudo muito interessante esse site é dez.Adorei li e reli varias vezes para ver oque poderia postar no meu trabalho e gostei muito é muito completo.Um abraço!!!!!!!!Esse site é muito maneiro!!!
    encontrei td que prescisava!!!
    amei,estas de parabens!!!!!!
    xau xau xau1111

  34. Tudo isso é muito legal,muito interessanta mais tem um porém; se estamos aqui neste site é porque estamos pesquisando pro colégio..a meu deus fala sério!!!(pelo menos eu estow)

    beijinhos!!!;)

  35. Bom, eu gosto muito mesmo de estudar os pensamentos, eu pesquiso e adquiro muitas idéias. Somente esse ano que eu tive aula de Filosofia, e que me fez gostar ainda mais da matéria. e enfim, além do professor ser ótimo…

    amei o documentário e a história de Aristóteles.

    >> Uma ótima pesquisa pra todos!!!

    Juu__ ;O

  36. o tezto é muito imterresante godtei muito..
    me ajudou muito fazer meu trabalho quem fez esse texto é muito privilegiado por todos

    Obrigadoo mesmo esse texto me ajudou muito se nao fosse esse texto nao teria consiguido faze meu trabalho

    bjoOs

  37. Olá Marx. Está afirmação não é verdadeira, já que o site é também usado pelo pessoal do ensino superior, inclusive por professores universitários. Testifica isso os links e testemunhos que temos recebido. Um professor mesmo me disse que os estudantes usam o site em massa. Este texto de Aristóteles é introdutórios, mas existem textos de outros níveis no site, incluindo textos clássicos na Biblioteca.

  38. Este site é muito bom!Ajuda muitos estudantes de ensino médio em suas matérias escolares.Aqui existem informações que não costam em livros. E tem muito fácil acesso.abraço!!!!!!!!!!

  39. Esse site é mesmo muito bom tem muita materia antiga aqui tudo muito interessante esse site é dez.Adorei li e reli varias vezes para ver oque poderia postar no meu trabalho e gostei muito é muito completo.Um abraço!!!!!!!!

  40. Bom dia..
    Tenho um trabalho de escola que é sobre verdadeiro e falso.. e preciso de algumas informações não dadas aqui no texto.
    Gostaria de saber se as seguintes informações são verdadeiras ou falsas.. se possível me mandar a resposta por e-mail (guuimoni@hotmail.com):

    • Aristoteles considerava que os metais representavam as substâncias primordiais do universo

    • Aristoteles apoiava-se nas idéias de Isaac Newton do empirismo filosófico

    Grato!

  41. gostei muito, do texto aqui presente. notifico-lhes q foi de muito prazer contemplar a leitura do mesmo, deixo-lhes aqui meus agradecimentos, por poder ter aprendido mais com o site. um fote abraço

  42. Muito interessante saber o que antes se discutia em relação a vida e o comportamento do homem quanto a vida que lhe foi dada digamos que pra uns de forma misteriosa.Seria enteressante se todos se preocupacem em saber o motivo que nos faz pensar sobre a vida pois é através da filosofia que aprendemos a raciocinar sobre nossos atos e passamos a perceber erros….Queria ser tão bom quato eles!!!

  43. Estudo Filosofia Clínica, ou seja é uma especialização em.gostaria de recer materiais relativos aos pensadores da Filosofia, saber seus conceitos e avaliar. como era vista a Filosofia, comparando com os dias de hoje e tentar entender a minha cabeça…

  44. Por favor,preciso fazer um trabalho que tenha fotos de Teofasto,discípulo de Aristóteles;e de Alemon de Crotona.

    Se puderem me ajudar,estarei agradecendo de coração.É urgente.
    Gostei muito desse site,é muito bom para fazer trabalhos escolares.Obrigada por existir!!!

  45. é um trabalho muito bom, porém deveria valorizar mais a questão da justiça em Aristóteles. Dessa forma, me ajudaria mais na complementação do meu trabalho referente a justiça.

  46. Todo ser humano deveria ir em busca do conhecimento e da existência humano. Saber sobre nossas origens talvez seria uma forma de descobrir a fonte de luz que possa salvar o homem de sua maldade e obscuridade. A vida seria um constante buscar e aperfeiçoar-se para um futuro melhor ; longe de violência e morte da alma…..

  47. legal gostei muito do texto + acho que vcs deveriam diminuir o texto pois isso causa cansasso em quem procura fazer um trabalho escolar sobre aristóteles e não fas por causa disso!
    do contrario esta bom!!!

  48. bom esse texto é bem extenso….
    mas e bom bem elaborado… menos uma coisa esse texto ta errado a data que ele morreu ..
    seria: Eubéia, em 322 a.C, quase um ano depois de ter deixado Atenas,aos 63 anos de idade….

    obrigado a todos por esse texto..
    mas ficou bem elaborado…

  49. Super interessante!!!!
    No meu caso, eu buscava pesquisar sobre Aristóteles para concluir um trabalhoda faculdade.
    Rapidamente achei a página num site de busca.
    Estou bastante satisfeita com o resultado.
    Obrigada pela atenção.

  50. Prezado(a) Webmaster;

    URL onde seu link se encontra: http://www.buscaki.com.br/links/ciencia_tecnologia/filosofos.html

    Para manter seu site em nosso local, inclua nossa url http://www.buscai.com.br em seu website e nos avise com a máxima urgência, ficaremos aguardando o retorno do seu email, para podermos continuar exibindo o link do seu website.

    Venho através desse e-mail mostrar como é importante a troca de links já que os mecanismos de buscas, atribuem um determinado valor as páginas que são indicadas por outros sites. Portanto é possível aumentar a qualidade do meu e do seu site nos resultados dos mecanismos de buscas usando o princípio da reciprocidade. É como se um site estivesse votando no outro, só que quem contabiliza e confere os votos é o mecanismo de busca.

    Atenciosamente

    ————————————-
    Claudia Florindo
    Assistente de Marketing
    parceria@buscai.com.br
    http://www.buscai.com.br
    ————————————-

  51. Achei o texto longo para entendimento dos legos. Mais vale apena ler, ele foi super decidido e corajoso em execultar seus penssamentas.

    Congratulations!

    Mary.

    Igrapiúna -Ba.

  52. Adoro os pensamentos de Aristoteles. Pois minha vida e enfluenciada sobre seus pensamentos.
    minha vida nao teria sentido sem os pensamentos dele.

    Aristoteles muito obrigado!!!!!!!!!!!!!!

  53. Achei muito interessante.
    Me ajudo muito ne um trabalho sobre ele, só que como tudo nessa vida, sempre pode está melhorando, ter um pouco mais de organização. muito obrigada, mas mesmo assim está muito bom.
    Gostaria de saber o nome completo de Aristóteles. alguem pode me ajudar?

  54. Bom, pra fala a verdade esse texto apesar de não ser detalista é o que pode encrementar qualquer trabalho; achei legal, faltou fotos e também “como foi sua morte” mas acho que esse texto foi muito útil, simples e rápido, além de aparentar ter sido meio trabalhoso para construí-lo.

  55. excelente texto, porém muito extenso e com muitos detalhes

    para um leigo é um tanto quanto confuso..

    mais de altissima qualidade sem sombra de dúvidas

    ótma literatura introdutória

  56. Eu gostei muito do texto,porque faz com que nós ainda alunos do ensino médio comece a pensar de uma maneira mais ampla e até pense um pouco antes de agir , se todos tivessem o minimo de conhecimento sobre tais obras e histórias talvez os atos seriam menos impulsivos e quem sabe mais solidários

  57. seus textos são bons eu utilizo para as minhas aulas no ensino médio e servem para
    instruir o aluno na moral de aristoteles no conceito seu sobre liberdade ok.

  58. gostaria que explicasse sobre as questoes de relaçao entre as normas e os bens; entre a etica individual e social; classificaçao das virtudes; exame da relaçao entre a vida teorica e a vida pratica, formuladas por Aristoteles. oK? obrigada.

  59. gostaria de saber o nome completo de: Aristóteles,Platão,emmanuel Kant e Socrates…. Ficarei muito grata com qualquer resposta que vocês me,derem.Obrigada.

  60. O autor do texto sou eu – Miguel Duclós. Quanto às referências bibliográficas do texto existe um problema. Esses textos da seção Textos Introdutórios foram escritos em 1997, a partir de fontes variadas, a col. Os Pensadores, Histórias da Filosofia, etc. As referências estavam todas juntas em um arquivo só, que se perdeu numa das nossas migrações.

    abs

Deixe uma resposta