Destaque

      Nei Duclós   Numa situação limite no espaço hostil, para sobreviver é preciso respirar, agarrar-se a alguma coisa e assim poder voltar para casa. Sem apoio isso é impossível. Sandra Bullock tem a companhia de George Clooney, que a mantém desperta e evita que ela desista. Usa a sucata espacial de países “errados”, como Russia ou China,

      Categoria: CinemaOscar 2014

Comentários Recentes

Apresentação

Este espaço foi criado para resgatar e projetar um trabalho autoral de três décadas, desenvolvido em seis cidades (Uruguaiana, Porto Alegre, Blumenau, Florianópolis, Vitória e São Paulo) e que está ligado intimamente à produção poética, literária e jornalística do nosso tempo.

A idéia é concentrar os poemas, as resenhas, os artigos, as memórias, as reportagens, as crônicas e os textos literários e acadêmicos que estavam dispersos, parcialmente publicados e que até agora ocupavam o inacessível território das pastas, das gavetas e das estantes.

Esta página serve como exercício de difusão e de memória, de reencontro e retomada, num abraço único que envolve toda uma vida dedicada às palavras. Acompanha-me, nesta trajetória, a torcida e a colaboração de parentes e amigos, aos quais devo demais, sabendo que nunca poderei retribuir à altura. Esta é a maneira que encontro de homenagear o País e de compartilhar a minha versão de uma realidade que procuramos, sempre, transformar.

Nei Carvalho Duclós

Crônicas

Cinema

HER: O AMOR PROCURA UMA VOZ

Nei Duclós   Relacionamento virtual não elimina o conflito e mantém o mesmo ritmo da realidade: começa com sintonia e deslumbramento e deságua na ruptura. Em Her (2013), de Spike Jonze, o protagonista interpretado por Joaquin Phoenix, um escritor de cartas de amor recém saído de um casamento, não entende porque põe tudo a perder […]

PECADOS E VIRTUDES EM PHILOMENA

Nei Duclós   Os pecados em Philomena (de Stephen Frears, 2013) estão bem explícitos: a Igreja Católica e seu horror ao sexo, as freiras do Sagrado Coração, malignas e vendilhonas de bebês bastardos para famílias ricas estéreis de países ricos, o silêncio e a submissão de quem renunciou ao  filho roubado e só foi atrás […]

Livros

LAÍS CHAFFE: MÍNIMO VERBO DE MÁXIMO FOGO

Nei Duclós Os poetas se anteciparam à necessidade de mudar a linguagem para adaptá-la ao mundo e assim ajudar a transformá-lo. Na carona dessa mudança, a poesia tornou-se escassa numa época beletrista, certeira quando o discurso descrevia espirais de ilusionismo em volta das grandes guerras, emocionada sem apelar para as emoções baratas, demolidora na sua […]

Política

À SOMBRA DA METÁSTASE DO CAPITALISMO

Nei Duclós Capitalismo nasceu de uma reação ao engessamento econômico e social promovido pelo absolutismo e o poder clerical. Mudou o paradigma das ações ao aproveitar a sem cerimônia das potências em relação ao resto do mundo e eliminou as fronteiras para desencadear o que interessava, o lucro. Mas desde sua origem oferece uma dupla […]

O CRIME DA CARVOEIRA

Nei Duclós Inventei uma biblioteca semi-submersa, guardada por um negro velho, que dormitava com os óculos comprados em camelô pendurados no nariz, rodeado de algas, liquens e peixes. Havia uma craca de ostras no teto. Um resto de rede tapando quadros borrados nas paredes. Uma cabeça de golfinho sorrindo sinistramente para mim. Um volume detonado […]

DIÁLOGO GRAMÁTICO

Nei Duclós Olha aqui, Dois Pontos: não argumente comigo, disse o Ponto de Exclamação. Penetra uma vírgula! disse o Ponto. Eu tenho crachá! O U não saiu no desfile. Foi proibido de usar sua fantasia favorita, o trema. Quis dizer outra coisa, disse o Entre Aspas. Descemos no Ponto Final. Voltamos no Primeiro Parágrafo. Faça […]

CULTURA E FUTEBOL: A LÓGICA DO IMPROVISO

Nei Duclós O futebol brasileiro é fruto da cultura da escassez, conceito usado pelo poeta Mario Chamie quando assumiu a secretaria municipal de Cultura de São Paulo nos anos 70. A cultura da escassez define o perfil dos brasileiros que, ermo de recursos e de incentivo, acabam superando com a criatividade o que lhe falta […]

COPY DESK, O ANÔNIMO EDITOR DE TEXTO

Nei Duclós Fui copy a vida inteira. Chamava-se redator, uma função que sumiu na imprensa. Chegávamos mais tarde e saíamos por último, junto com o editor. Recebíamos os textos, copidescávamos, fazíamos o fechamento, como títulos, olhos, legendas etc. Hoje repórter faz tudo isso. A terceirização desses encargos liberava a reportagem da chatice de acertar o […]

TOMZÉ, TORCENDO AS REGRAS DO JOGO

Nei Duclós Eis uma reportagem importante que Miguel Duclós desencavou na sua pesquisa sobre o meu trabalho no acervo da Folha. Um longo texto de 33 anos atrás sobre TomZé e seu “Estudando o Samba”, bem na época em que ele não estava na moda e desenvolvia seu trabalho fundamental, mais tarde descoberto pelos americanos […]

SORTE

Nei Duclós Te visitei em sonho, estavas linda como o poema quando escrevo ilusão e beleza andam juntas no mesmo evento do meu verbo Te recito depois, cada molejo de tua pele enriquece o meu acervo imaginas o toque, musa trêmula aguardas despertar entre mistérios Não entendo o que nos pega em cheio esse ardor […]

MEDIUM: A ORDENAÇÃO DO CAOS

Nei Duclós Todos os dias o canal 43, Universal, da Net, apresenta a série Medium, que foi ao ar originalmente entre 2005 e 2011. O autor, Glenn Gordon Caron, é o mesmo de A Gata e o Rato, grade hit dos anos 80 com Cybill Shepherd e Bruce Willis. É um escritor competente, engendra bem […]