DIÁLOGO GRAMÁTICO

mar 6th, 2012 | Por | Categoria: Redação sem Máscara

Nei Duclós Olha aqui, Dois Pontos: não argumente comigo, disse o Ponto de Exclamação. Penetra uma vírgula! disse o Ponto. Eu tenho crachá! O U não saiu no desfile. Foi proibido de usar sua fantasia favorita, o trema. Quis dizer outra coisa, disse o Entre Aspas. Descemos no Ponto Final. Voltamos no Primeiro Parágrafo. Faça […]



O STAND UP É UM PERIGO

set 5th, 2011 | Por | Categoria: Política, Redação sem Máscara

Nei Duclós Stand up é a arte de levantar a platéia com baixarias que você só teria coragem de dizer para você mesmo ou para os amigos mais próximos – talvez até na presença de desconhecidos em alguma festinha, para checar sua popularidade. Grandes lendas se fizeram à sombra do stand up, como Lenny Bruce, […]



MÍDIAS SOCIAIS: O DESAFIO TEÓRICO

jul 27th, 2011 | Por | Categoria: Redação sem Máscara

Nei Duclós Tudo ficou obsoleto ou passível de reavaliação e atualização depois que a cidadania ganhou status de mídia, especialmente os conceitos sobre cultura, as análises sobre superestrutura, o cânone teórico que permeia a produção acadêmica até o início deste século. Qualquer livro que se leia sobre ideologia ou cultura esbarra no grande caos teórico […]



“O SUPOSTO”, UM JORNAL ISENTO

mai 30th, 2011 | Por | Categoria: Redação sem Máscara

Nei Duclós Um bom nome para jornal seria O Suposto. Teria apenas verbos no condicional. Sem reportagens, apenas Boletins de Ocorrências. Sem repórteres, apenas escrivães. “Segundo” e “de acordo” seriam obrigatórios em todas as frases. As matérias teriam de confessar alguma incompetência, como a falta de retorno da fonte principal. O noticiário esportivo seria na […]



A LUTA PELA LINGUAGEM

mai 30th, 2011 | Por | Categoria: Redação sem Máscara

Nei Duclós No front do Twitter, reajo contra a destruição da língua, que está sendo implantada pelo governo. Detalhes da mais nova barbaridade do MEC aqui. Por isso coloquei algumas frases que são fruto do amor pela palavra, a paixão pela linguagem, a convivência com a língua culta, com o aprendizado e o ensino inesquecível […]



COPY DESK, O ANÔNIMO EDITOR DE TEXTO

mai 30th, 2011 | Por | Categoria: Memórias, Redação sem Máscara

Nei Duclós Fui copy a vida inteira. Chamava-se redator, uma função que sumiu na imprensa. Chegávamos mais tarde e saíamos por último, junto com o editor. Recebíamos os textos, copidescávamos, fazíamos o fechamento, como títulos, olhos, legendas etc. Hoje repórter faz tudo isso. A terceirização desses encargos liberava a reportagem da chatice de acertar o […]



O ESTADO EM 1972: JORNALISMO DO MUNDO PERDIDO

mai 30th, 2011 | Por | Categoria: Memórias, Redação sem Máscara

Nei Duclós Fiquei alguns meses em São Paulo morando de favor e fazendo uma matéria por mês no Jornal de Investimentos, editado pelo Celso Ming, e que era um dos veículos do grupo da Gazeta Mercantil. Meu tema eram empresas que tinham acabado de entrar nas Bolsa de Valores. Ming esmigalhava meu texto sem dó […]



SOMOS APENAS PALAVRA

mai 4th, 2011 | Por | Categoria: Redação sem Máscara

Nei Duclós Além do que fazemos para viver, agimos para ficar vivos. Como postar no Twitter e no Facebook: é o que faço para conversar com os contemporâneos. Neste Diário da Fonte, costumo colocar algumas seletas. Hoje, destaco frases que tuitei durante a Páscoa. O resultado – poesia, política, mídia, comportamento – está aqui. Vamos […]



QUATRO LINHAS NA ARGILA

abr 9th, 2011 | Por | Categoria: Redação sem Máscara

Nei Duclós A leitura de toda a vida depende da relação afetiva que adquirimos na hora da alfabetização, normalmente feita na primeira infância. O amor ao ensino, fruto do carinho de quem alfabetiza, se transfere para a linguagem. Lemos porque gostamos, mas isso não significa que procuramos apenas divertimento. É gratificante a conquista do conhecimento, […]



ESCREVER É PRECISO

fev 9th, 2011 | Por | Categoria: Redação sem Máscara

Nei Duclós Navegar obedece à técnica. Viver é diferente, é algo vago, confuso. Astrolábio, sextante, sonar, bússola: navegar é uma atividade de alta precisão. Navegar é preciso. Amar, sofrer, sonhar, decidir, arrepender-se: viver é uma atividade cheia de imprecisões. Viver não é preciso Escrever não é viver, é navegar: existem instrumentos precisos para seu uso […]