O PAPEL DA POLÍCIA POLÍTICA NO PROCESSO DE IMPLANTAÇÃO DA UNIDADE DAS FORÇAS ARMADAS (1930-1945)

dez 17th, 2009 | Por | Categoria: História Militar, Trabalhos Acadêmicos

A divisão das Forças Armadas foi a herança mais preocupante da República Velha e o maior desafio para o novo Governo Provisório encabeçado por Getúlio Vargas. A busca de coesão interna dentro dos quartéis foi um processo que se arrastou pela década de 30 e só se consolidou com a implantação do Estado Novo – que no fundo é o produto dessa vitória. Ao mesmo tempo, ele se desenvolveu concomitantemente à idealização de uma nova nacionalidade, de cunho autoritário, baseada nos princípios da disciplina, obediência, organização, respeito à ordem e às instituições. (Um mergulho nos arquivos do Deops paulista).



GUERRA TOTAL

dez 13th, 2009 | Por | Categoria: Crônicas, História Militar

No início da República, os acordos existentes vieram por água abaixo com a expulsão do Imperador. O resultado foi a guerra total. É comum colocar a chamada Revolução Federalista de 1893 como o embate entre dois campos bem específicos, os pica-paus e os maragatos. Mas a trama é bem mais complexa. Num conflito que tinha como um dos seus slogans “Não damos nem pedimos quartel”, a mortandade, até hoje pouco dimensionada, se alastrou pelo país, já que todo o território nacional esteve conflagrado.



GUERRA E MEMÓRIA

dez 12th, 2009 | Por | Categoria: História Militar

Que lugar ocupa a guerra na história do Brasil? General Osorio e seu tempo, de José Antônio Severo é uma resposta a essa pergunta e uma pá de cal no equívoco de que o país seria fruto apenas de artimanhas e escapatórias, de espertezas políticas e diplomáticas e não da vontade expressa no campo de batalha. Trata-se do levantamento minucioso do envolvimento da nação brasileira numa luta de vida ou morte, ao longo de um período em que se definiu primeiro como Reino Unido, depois como Império e finalmente como República. Os protagonistas desse embate deixaram marcas profundas na terra e no imaginário da população em armas.



A GUERRA DA INDEPENDÊNCIA

dez 11th, 2009 | Por | Categoria: História Militar

O historiador José Honório Rodrigues sustenta a tese de que a Independência brasileira não foi um desquite, uma separação amigável, como escreveu o historiador Oliveira Lima no livro “O Movimento da Independência”, mas uma guerra de caráter nacional, decisiva para a unidade política e territorial do país. Dessa guerra surgem as Forças Armadas nacionais, sob o jugo do improviso e o impacto de uma revolução



A idéia de salvação da pátria na memorialística militar

mai 15th, 2005 | Por | Categoria: História Militar

As memórias dos militares que participaram dos movimentos armados na década de 20 são relatórios secos, objetivos, minuciosos, bem apropriados à cultura da caserna.



O baile de 3 de outubro

mai 15th, 2005 | Por | Categoria: História Militar

Na manhã de 3 de outubro de 1930, o tenente-coronel Pedro Aurélio de Gois Monteiro foi passear em trajes civis na rua da Praia e ficou chocado: todo mundo citava seu nome como chefe militar da revolução que iria rebentar em poucas horas.