Consciênia - Filosofia e Ciências Humanas
Platão, biografia e pensamentos aristoteles Descartes Rousseau Nietzsche Marx

a terra do Rio Grande do Sul


Estado do Rio Grande do Sul *

É o um dos mais belos, dos mais amenos e ao mesmo tempo um dos mais florescentes e esperançosos Es­tados do Brasil.

Estendendo-se entre 279 e 24º de latitude sul, jaz todo o Rio Grande sob a zona temperada, participando ao mesmo tempo das vantagens e excelências da zona tórrida e da frígida, sem, todavia, sofrer-lhes os rigores e extremos.

Ondulantes colina revezam-se com suaves baixadas, a altero­sos cerros sucedem, aprazíveis vales e planícies, que se estendem a perder de vista, cooados aquêles de mata de luxuriante vegetação, e estas ata.petadas de ricas pastagens. A terra. é opulenta de sei­va, abundando as frutas mais saborosas; no norte, sanzônam a ba­nana, a baunilha, o ananás e até o café; ao passo que no sul ma­duram laranjas, e esbeltos coqueiros balouçam as suas graciosas umbelas, sombreando a morada do camponês.

Também o subsolo encerra tesouros, e aí se encontram ricas jazidas de ouro e , e, em maior abundância ainda, minas de cobre, ferro, carvão e outros minerais valiosos.

Numerosos rios e riachos sulcam o Estado, em tôdas as di­reções, irrigando-o e facilitando as comunicações. Muitos dêles vão desembocar as águas no rio Uruguai; a maior parte, porém são os mais importantes, vazam-se na Lagoa dos Patos, que paralela, à costa, se dilata ao sul, numa extensão de mais de du­zentos quilômetros.

Dentre todos os rios destacam-se x) quatro, os quais, depois de receberem os tributos de seus coirmãos menores, misturam-se e confundem-se em um só rio majestoso, e, sob o mesmo nome de Guaíba, vão desaguar na Lagoa dos Patos.

No Guaíba, à margem esquerda, avança a ponta de terra sôbre a qual está assentada a cidade de Pôrto Alegre, capital do Estado.

Deslumbrante é o que se desfruta, vendo-se de qualquer ponto elevado dos arredores da cidade, o majestoso rio deslizar a massa das suas plácidas águas por entre um dédalo de ‘verdejantes ilhas, ao mesmo tempo que a formosa Pôrto Alegre, em declive suave, desce até ao rio, descrevendo aí um extenso arco.

1) Vide a nota à pág. 145./p>

Tradução dos Muckers do P. Ambrósio Schupp, S. J. por C. P.
Fonte: Seleta em Prosa e Verso dos melhores autores brasileiros e portugueses por Alfredo Clemente Pinto. (1883) 53ª edição. Livraria Selbach.

imagem porto alegre antiga
Imagem parcial de Porto Alegre.

Comentários

Mais textos

Adicione o seu comentário

Prezado visitante: por favor, não republique esta página em outros sites ou blogs na web. Ao invés disso, ponha um link para cá. Obrigado.


Tags: , , , , , ,

Início