O esquilo – resumo sobre os encantadores esquilos

O esquilo O esquilo é o mais ágil, o mais engenhoso de todos os roe­dores. E’ procurado pela elegância das formas, pela alegria, e encanto do seu caráter e, sobretudo, pela expressão vivíssima da tua fisionomia. A sua grande cauda, muito felpuda, serve-lhe de leme e de vela, quando quer atravessar um rio. Nada mais … Ler maisO esquilo – resumo sobre os encantadores esquilos

Piranha – características das piranhas – Peixes

A piranha A piranha é peixe de escamas côr de pérola, que raras vêzes >excede a um palmo, mas de uma voracidade que ultrapassa a auan- to se pode imaginar. E’ dotada de dentes que cortam como navalha. Por ocasião da abordagem do va­por- “Jaurú”, quando o distinto ca­pitão de fragata Balduino José Fer­reira de … Ler maisPiranha – características das piranhas – Peixes

A baleia – resumo sobre a baleia

A baleia – resumo sobre a baleia As baleias são animais tímidos e pacíficos. Não atacam outros animais ou os navios, e só se voltam contra êles em defesa própria. Não lhes faltam inimigos que as obrigam a combater O mais cruel e encarniçado é o espadarte, cujo comprimento excede a quatro ou cinco metros. … Ler maisA baleia – resumo sobre a baleia

O «Quero-quero» – A ave guerreira guardiã dos pampas

O «Quero-quero» A originalidade do rincão revela-se na natureza da terra, na fisionomia dos rios, nos campos desdobrados ou acidentados, na aspereza ou sutileza do ar que se respira, na sinfonia dos ventos reinantes, e mais do que em tudo, nos sêres que o animam. Vários aspectos do que constitui a face física do Rio … Ler maisO «Quero-quero» – A ave guerreira guardiã dos pampas

As tartarugas marinhas

As tartarugas marinhas Movidos pelo instinto de conservação, a maior parte dos ani­mais buscam *) ou preparam 2) abrigos para se resguardarem das Injúrias do tempo, e se defenderem dos ataques de seus inimigos. As aves escondem-se entre as fôlhas das árvores, ou nas concavidades dos troncos. Recolhem-se os quadrúpedes às espessuras das florestas, às … Ler maisAs tartarugas marinhas

Manuel Bernardes. As cotovias

As cotovias Mui judicioso é o apólogo que se conta das cotovias, que ti­nham seus ninhos entre as searas. Dissera o dono do campo a seus criados que tratassem de me- ter a fouce, se vissem estar os pães 1) já sazonados. E, ouvindo este recado uma delas, foi pelos ares avisar as outras que … Ler maisManuel Bernardes. As cotovias

A LENDA DE KALANG – Ilha de Java

Ilha de Java

Na Ilha de Java não faltam os relatos heróicos, ou as histórias de metamorfoses miraculosas, que o povo repete de geração em geração, tanto mais fiel a esse culto do maravilhoso quanto ainda as crendices e superstições não foram totalmente desarraigadas pelo islamismo, que ali se instalou. A Lenda de Kalang, com seu conteúdo simbólico, é uma das mais expressivas entre as que formam o patrimônio do conto popular entre aquele povo. E não se notará nela um certo sabor edipiano?

A LENDA DE KALANG

FIGURAM nesta narrativa:

Prabu Mundingkawati, príncipe de Galuh.

Tyelenggumalung, javalina, na qual foi engendrada Devi Sepirasa.

Devi Sepirasa, filha da anterior, dama da corte e depois esposa do cão Blangwayungyang. Blangwayungyang.

São Francisco de Assis – Cântico das Criaturas

maravilhas das antigas civizações

Ao discorrer sobre o “Cântico das Criaturas”, este trabalho não procura relatar fatos históricos e muitos menos fatos da vida de São Francisco, mas procura mostrar alguns apontamentos da experiência de Deus, que São Francisco viveu em si mesmo e na natureza que o rodeava.