História da floresta da Tijuca no Rio de Janeiro

Tijuca É um vastíssimo setor de verdura e de beleza, que envolve o oeste do Rio de Janeiro, estenáendo-se em larga faixa por mon­tes, quebradas, planaltos e gargantas, desde o Andaraí-pequeno ao mar, Barra da Tijuca. “Diadema verdejante da Capital da República” chamou-lhe Ferreira da Rosa. E é, com efeito. A natureza e a mão … Ler maisHistória da floresta da Tijuca no Rio de Janeiro

Notícia acêrca dos jacarés e seus ovos, das tartarugas e maneira de as colher

jacaré amazônia

Notícia acêrca dos jacarés e seus ovos, das tartarugas e maneira de as colher Hoje mataram os escravos um jacaré a tiro de bala, e o trou­xeram para eu ver: é a fera mais cruel e voraz dos rios do Pará.. Mas êste, disseram-me que era ainda novo, e contudo tinha duas varas e meia … Ler maisNotícia acêrca dos jacarés e seus ovos, das tartarugas e maneira de as colher

O esquilo – resumo sobre os encantadores esquilos

O esquilo O esquilo é o mais ágil, o mais engenhoso de todos os roe­dores. E’ procurado pela elegância das formas, pela alegria, e encanto do seu caráter e, sobretudo, pela expressão vivíssima da tua fisionomia. A sua grande cauda, muito felpuda, serve-lhe de leme e de vela, quando quer atravessar um rio. Nada mais … Ler maisO esquilo – resumo sobre os encantadores esquilos

Piranha – características das piranhas – Peixes

A piranha A piranha é peixe de escamas côr de pérola, que raras vêzes >excede a um palmo, mas de uma voracidade que ultrapassa a auan- to se pode imaginar. E’ dotada de dentes que cortam como navalha. Por ocasião da abordagem do va­por- “Jaurú”, quando o distinto ca­pitão de fragata Balduino José Fer­reira de … Ler maisPiranha – características das piranhas – Peixes

O «Quero-quero» – A ave guerreira guardiã dos pampas

O «Quero-quero» A originalidade do rincão revela-se na natureza da terra, na fisionomia dos rios, nos campos desdobrados ou acidentados, na aspereza ou sutileza do ar que se respira, na sinfonia dos ventos reinantes, e mais do que em tudo, nos sêres que o animam. Vários aspectos do que constitui a face física do Rio … Ler maisO «Quero-quero» – A ave guerreira guardiã dos pampas

As tartarugas marinhas

As tartarugas marinhas Movidos pelo instinto de conservação, a maior parte dos ani­mais buscam *) ou preparam 2) abrigos para se resguardarem das Injúrias do tempo, e se defenderem dos ataques de seus inimigos. As aves escondem-se entre as fôlhas das árvores, ou nas concavidades dos troncos. Recolhem-se os quadrúpedes às espessuras das florestas, às … Ler maisAs tartarugas marinhas

A mata virgem – Celso de Magalhães

A mata virgemCelso de Magalhães E’ de manhã. Aclarada pela luz gradual que aos poucos doura-lhe os cimos ostenta-se esplendorosa a mata virgem. Quem houver viajado pelo norte do Brasil há-de, por certo, conhecer o acentuado selvagem de suas florestas e ter saudade daqu le vago rumorejar que nelas se escuta, daquela indefinida reunião de … Ler maisA mata virgem – Celso de Magalhães

O JOÃO-DE-BARRO (passarinho)

O JOÃO-DE-BARRO Do joão-de-barro contam-se muitas lendas. E é interessante a gente ver o bichinho apanhar pelo-tinhas de barro e levá-las no bico para construir sua morada. Eu já vi. Fiquei horas seguindo suas viagens de ida e volta naquele trabalho paciente e romântico de jovem enamorado. O PASSARINHO E O TEMPO Contam que o … Ler maisO JOÃO-DE-BARRO (passarinho)

BARQUEIROS DO RIO SÃO FRANCISCO

BARQUEIROS DO SAO FRANCISCO - percy lau

O S TIPOS sertanejos das margens do São Francisco não resultam apenas do caldeamento dos elementos que compuseram a população do vale do grande rio. Decorrem também dos diferentes “gêneros de vida” a que foram levadas aquelas populações ao entrarem em contacto com um meio físico diverso.

Se as condições do meio físico acabaram por definir — no tempo e no espaço — cada tipo social já esboçado pelas circunstâncias da economia da época, a sua estruturação resultou, no fundo, da função antropogeo-gráfica do rio, que o espírito de aventura cedo descobriu.

Árvores e Pássaros na água salgada, rios e cobras de água doce, lagartos e lobos d’água – Fernão Cardim

Marechal deodoro da fonseca

Capítulos da obra do padre jesuíta português Fernão Cardim sobre a gente e a terra do Brasil no século XVI, obra da coleção brasiliana, documento histórico.

Peixes de água salgada, peixes venenosos – Tratados da Terra e Gente do Brasil – Fernão Cardim

Marechal deodoro da fonseca

Capítulos dos clássicos tratados de Fernão Cardim sobre os povos nativos, a fauna e flora brasileira no início da colonização do Brasil pelos portugueses, digitalização do livro publicado pela editora itataia.