Índice

Continued from:

De 1834 a 1851

A agitação foi constante em Portugal de 1834 a 1851. Em setem-bro de 1836 uma revolução civil e militar em que fraternizaram a :ropa de linha e a guarda nacional e de que foram figuras salientes cs Passos, Manuel e José, restabeleceu os princípios da constituição de 1822; no ano imediato, em junho, os dois marechais, Terceira e Saldanha, juntamente com Mousinho de Albuquerque, empreenderam um movimento decidido de reação cartista, que não logrou seu intento; só em 1842 voltou a carta de 1826 a ser a legal com o regime cabralista, isto é, o governo autoritário dos irmãos Cabral — o mais velho foi marquês de Tomar (1803-1889) — apeados do poder em 1846 pela revolução chamada da Maria da Fonte, que foi uma nova guerra civil.

A patuleia, a saber, o povo insurreto, foi afinal contida pela intervenção estrangeira, sob a forma de uma esquadra britânica e de um corpo expedicionário espanhol comandado pelo general Concha, feito marquês dei Duero por haver entrado no Porto. A rainha com isto perdeu bastante na estima popular: ela no entanto se impunha ao respeito geral, mais do que pela valentia que herdara do pai, por suas virtudes privadas, de esposa e de mãe, e pela dignidade da sua administração. Os Cabrais voltaram ao poder em 1849, mas foram definitivamente afastados pela revolta do marechal Saldanha em 1851, que inaugurou a Regeneração votando-se o ato adicional à Carta e começando os melhoramentos materiais que transformaram a atrasada vida nacional. Neste novo período ilustraram-se Rodrigo da Fonseca Magalhães (1785-1858) e Fontes Pereira de Melo (1819-1887), cuja ação já ocorreu nos reinados ulteriores e progressivos de D. Pedro V (1853-1861), príncipe da meeis nobre inteli gência, e D. Luís I (1861-1889), espírito culto e amigo da paz. D. Maria I faleceu aos 34 anos, tendo sido casada primeiro com o duque de Leuchtenberg, filho de Eugênio de Beauharnais, o qual morreu no ano seguinte ao do seu consórcio, e depois com D. Fernando de Saxe Coburgo e Gotha, príncipe esclarecido e amigo das artes.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.