A CIVILIZAÇÃO ROMANA – Resumos sobre a história de Roma Antiga



Este texto está dividido em partes: 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35
Índice

História da Civilização – Oliveira Lima

IDADE ANTIGA

CAPÍTULO III

A CIVILIZAÇÃO ROMANA

A mais sólida das civilizações antigas, aquela de que descende diretamente a civilização moderna, teve por teatro a península média das três que na Europa se projetam para o sul nas águas do Mediterrâneo. Semelhante civilização irradiou de uma cidade central dessa península limitada ao norte pela cadeia dos Alpes, com uma grande planície setentrional aquém destes montes, regada pelo sistema hidrográfico do Pó e conhecida dos próprios romanos pelo nome de Gália Cisalpina, a qual ladeavam a Ligúria a oeste e a Venécia a leste.

A e sua população



Górgona. Pintura mural etrusca.

Roma aparece na história como uma comunidade aldeã no século VIII a. C. Habitavam então a península cujo espinhaço é formado pela cadeia dos Apeninos, afora os gauleses do norte, os etruscos, os japígios e os italianos propriamente ditos, que alguns chamam italiotas, ajuntando ao número, pelasgos vindos da Ilíria e sículos, vindos talvez da Ibéria e fixados na Sicília. X

Os etruscos

Os etruscos, que habitavam a Etrúria, na costa ocidental, entre o Arno e o Tibre, reputados de origem germânica por certos historiadores, desenvolveram uma cultura particular, muito anterior à romana. Dedicavam-se à agricultura, tendo escoado os pântanos dessa região; à navegação, tendo por um momento, aliados aos cartagineses, dominado o Mediterrâneo, e às artes, primando nos objetos de adorno e nas terracotas. Idearam uma religião sombria, fértil em presságios e augúrios, que vieram a constituir um traço importante da religião romana.

Os japígios. A Magna Grécia

Os japígios habitavam a Apúlia, na costa oriental, e bem assim o calcanhar da bota que a Itália lembra na sua configuração geográfica e que se chamou Calábria. Aí fundou a colonização helénica Tarento e pelo litoral que desce para o sul, primeiro côncavo e depois quase reto, voltando para o Mar Jônio, se foram estabelecendo outras colônias, Síbaris, Crótona, e mais, ao ponto de vir a chamar-se essa região a Grande Grécia (Magna Greecia). Dessas cidades helénicas parece ter ido para os etruscos bastante da sua cultura. Do lado do Mar Toscano ou Tirreno ficavam a Campânia, a Lucânia e o Brutium, hoje parte da Calábria.

Italianos e latinos. A liga das 30 cidades

Ao ramo dos italianos pertencia o grupo dos latinos, que ocupavam o Lácio e parte da costa entre o Tibre e o Líris. A outro grupo do mesmo ramo, que alguns denominam dos umbro-sabélios, pertenciam os úmbrios, os sabinos, os samnitas e outras tribos. Roma foi provavelmente no seu início um posto de vanguarda destacado contra os etruscos, agressivos vizinhos do norte, para a defesa da liga das trinta cidades do Lácio. À frente desta liga se achava Alba Longa, geradora de Roma, e de cuja fundação Vergílio fêz responsável Enéias, filho de Anquises e de Vénus e herói troiano, que depois de destruída sua pátria veio colonizar o Lácio.

Comentários

comments

Mais textos

Este texto está dividido em partes: 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35

Sem comentários - Adicione o seu

Prezado visitante: por favor, não republique esta página em outros sites ou blogs na web. Ao invés disso, ponha um link para cá. Obrigado.



Parceiros
  1. Blog do Miguel
  2. Conexões Epistemológicas
  3. Consistência
  4. Diário da fonte
  5. Filosofonet
  6. Ricardo Rose – Da Natureza & Da Cultura
  7. Umas reflexões
  8. Veritas


<

Início