SÃO MIGUEL ARCANJO: O MITO E SEU PAPEL NO BELICISMO MEDIEVAL

maravilhas das antigas civizações

SÃO MIGUEL ARCANJO: O MITO E SEU PAPEL NO BELICISMO MEDIEVAL HUDSON GUSTAVO DOS SANTOS MOREIRA   RESUMO   Este artigo tem o objetivo de analisar o belicismo medieval cristão a partir das representações do mito de São Miguel, dentro do que se entende como história das mentalidades e engloba o estudo da cultura medieval. … Ler maisSÃO MIGUEL ARCANJO: O MITO E SEU PAPEL NO BELICISMO MEDIEVAL

O ENTRE-LUGAR: A REPRESENTAÇÃO DO PURGATÓRIO NA BAIXA IDADE MÉDIA

maravilhas das antigas civizações

O ENTRE-LUGAR: A REPRESENTAÇÃO DO PURGATÓRIO NA BAIXA IDADE MÉDIA NICOMEDES DA SILVA ROCHA NETO RESUMO   Este trabalho tem como objetivo compreender o nascimento do Purgatório durante o século XII, buscando relacioná-lo as concepções anteriores elaboradas por Santo Agostinho e ainda entendê-lo a partir de alguns aspectos culturais da Baixa Idade Média. A compreensão … Ler maisO ENTRE-LUGAR: A REPRESENTAÇÃO DO PURGATÓRIO NA BAIXA IDADE MÉDIA

Temístocles – Plutarco – Vidas Paralelas

Yafouba, o mágico da trilso, com uma das meninas que foram jogadas em cima de pontas de espadas.

SUMÁRIO DA VIDA  DE TEMÍSTOCLES I. Origem de Temístocles. II. Sua juventude ardente e aplicada. III. Seu estudo da Sabedoria, isto é, da ciência de governo. IV. Antigüidade desta ciência. V. Sua rivalidade com Aristides. VI. Sua sensibilidade à glória. VII. Ele obriga Atenas a empregar o dinheiro de suas minas na construção de navios. … Ler maisTemístocles – Plutarco – Vidas Paralelas

O IMPERIALISMO E A SITUAÇÃO MILITAR. TOMADA DE CAIENA – D. João VI no Brasil – Oliveira Lima

Yafouba, o mágico da trilso, com uma das meninas que foram jogadas em cima de pontas de espadas.

D. JOÃO VI NO BRASIL – OLIVEIRA LIMA CAPITULO XI O IMPERIALISMO E A SITUAÇÃO MILITAR. TOMADA DE CAIENA O reinado brasileiro de Dom João VI foi o único período de imperialismo consciente que registra a nossa história, pois que o império conquistado além dos limites convencionais de Tordesilhas pelos bandeirantes paulistas e outros animosos … Ler maisO IMPERIALISMO E A SITUAÇÃO MILITAR. TOMADA DE CAIENA – D. João VI no Brasil – Oliveira Lima

O OCIDENTE: DA RELIGIOSIDADE AO ATEÍSMO NIILISTA

maravilhas das antigas civizações

O OCIDENTE: DA RELIGIOSIDADE AO ATEÍSMO NIILISTA Márcio Lima* RESUMO O presente trabalho visa mostrar, de forma resumida, como o cristianismo e a fé religiosa, que permeava toda dimensão cultural, econômica, política e religiosa da sociedade, durante a Idade Média e parte dos séculos XVI e XVII, acabou sendo substituído pelas ciências a partir do … Ler maisO OCIDENTE: DA RELIGIOSIDADE AO ATEÍSMO NIILISTA

GILGAMESH E SÍSIFO: SOBRE O HOMEM E O MUNDO

maravilhas das antigas civizações

GILGAMESH E SÍSIFO: sobre o homem e sua finitude no mundo   Ednei de Genaro Aluno mestrando da UFSC (2008) The figure holding a lion cub is from the palace of Sargon in Khorsabad, and is presumed to represent Gilgamesh, fabled king of Uruk, the king who visited the Arabian island of Dilmun Illlustration Courtesy … Ler maisGILGAMESH E SÍSIFO: SOBRE O HOMEM E O MUNDO

TRATADO DESCRITIVO DO BRASIL em 1587 – Gabriel Soares de Sousa – Primeira Parte

Yafouba, o mágico da trilso, com uma das meninas que foram jogadas em cima de pontas de espadas.

TRATADO DESCRITIVO DO BRASIL em 1587 Gabriel Soares de Sousa PRIMEIRA PARTE: Roteiro geral, com largas informações de toda a costa do Brasil Proêmio Como todas as coisas têm fim, convém que tenham princípio, e como o de minha pretensão é manifestar a grandeza, fertilidade e outras grandes partes que tem a Bahia de Todos … Ler maisTRATADO DESCRITIVO DO BRASIL em 1587 – Gabriel Soares de Sousa – Primeira Parte

Biografia de Aníbal de Cartago, por Plutarco – Vidas Paralelas

Arte etrusca

SUMÁRIO DA VIDA DE ANÍBAL Aníbal é chamado por Asdrúbal à Espanha, depois da morte de Amílcar. II. É nomeado general do exército dos cartagineses na Espanha. III. Decide-se a empreender a guerra contra os romanos. IV. Obtém uma grande vitória sobre os carpentanianos e outros povos da Espanha. V. Sitia Sagunto. VI. Ruína de … Ler maisBiografia de Aníbal de Cartago, por Plutarco – Vidas Paralelas

PAULISTAS DO SÉCULO XVII – Paulo Setúbal

Yafouba, o mágico da trilso, com uma das meninas que foram jogadas em cima de pontas de espadas.

PAULISTAS DO SÉCULO XVII
Paulo Setúbal

Dos “Ensaios Históricos”

A
"História Geral das Bandeiras Paulistas", do preclaro Dr: Afonso-
Taunay, representa um dos esforços maiores, e dos mais ilustres, para a
reconstrução do período épico do bandeirismo, esse fenómeno altíssimo na
formação da nacionalidade. A obra, porém, tão erudita e tão intensa, não é,
infelizmente, obra de popularização. O feitio dela, aquele recheio de nomes e
datas, as transcrições, aqueles muitos alvarás e atas-de-câmara, tudo aquilo,
enfim, que torna o trabalho fortemente fidedigno, é exatamente o que afugenta o
leitor comum, o leitor do século prático, o leitor que lê no bonde, esse homem
rápido, utilitário, que não tem folgas sobejas para correr olhos pacientes
sobre a papelada maçante das coisas velhas. O próprio autor confessa no pórtico
do seu doutíssimo trabalho: "Não é uma obra de síntese a que o leitor tem
sob os olhos. Nem poderia ou deveria sê-lo, pois a história sistemática e
pormenorizada das bandeiras paulistas jamais se fez até hoje".

Garibaldi en Sicile

Versão em Português Friedrich ENGELS Garibaldi en Sicile Traduction et notes de Georges SARO Après une série d’informations les plus contradictoires nous recevons enfin des nouvelles qui semblent dignes de foi sur la merveilleuse marche de Garibaldi de Marsala à Palerme. Il s’agit, en vérité, de l’un des faits d’armes les plus stupéfiants de ce … Ler maisGaribaldi en Sicile

Engels – Garibaldi na Sicília

Tradução em Francês Garibaldi na Sicília Friedrich Engels Tradução de Ida Duclós Após uma série de informações das mais contraditórias possíveis, nós recebemos enfim notícias dignas de crédito sobre a maravilhosa marcha de Garibaldi de Marsala à Palermo. Trata-se, na verdade, de um dos feitos militares mais assombrosos desse século e poderia ser inexplicável, não … Ler maisEngels – Garibaldi na Sicília

Biografia de Alexandre o Grande – Plutarco – Vidas Paralelas

Arte etrusca

SUMÁRIO (RESUMO) DA VIDA DE ALEXANDRE, O GRANDE I. Plutarco propõe-se escolher na vida de Alexandre e César os traços mais próprios para permitirem o julgamento do espírito e da coragem de ambos. II. Diversas tradições sobre o nascimento de Alexandre.V. Alexandre vem ao mundo no dia do incêndio do templo de Diana de Éfeso. … Ler maisBiografia de Alexandre o Grande – Plutarco – Vidas Paralelas

Biografia de Júlio César do Império Romano. Plutarco – Vidas Paralelas

mapa roma itália

RESUMO DA BIOGRAFIA DE JÚLIO CÉSAR Inimizade entre Sila e César. II. César é aprisionado por corsários: altivez com que ele os trata durante seu cativeiro. Fá-los enforcar. III.César ocupa o segundo lugar entre os oradores do seu tempo. Teria podido ser o primeiro. IV. Favor de César perante o povo. V. Faz a oração … Ler maisBiografia de Júlio César do Império Romano. Plutarco – Vidas Paralelas

Crise da década de 1980 na América Latina

maravilhas das antigas civizações

Crise da década de 1980 na América Latina Ida Lobato Duclós Originalmente apresentado na FFLCH/USP Juan Carlos Torres e James Malloy (1993) analisam a crise da década de 80, na América Latina, em suas duas dimensões. É política – devido a transição de regimes militares para a democracia – e é econômica – devido as … Ler maisCrise da década de 1980 na América Latina

Vida de Péricles, por Plutarco – Vidas Paralelas

Arte etrusca

SUMÁRIO DA VIDA DE PÉRICLES I. O gosto e os talentos dos homens devem ser úteis e honestos. II. Virtude de Péricles e de Fábio. III. Glória da casa de Péricles. IV. Seus estudos de música; de filosofia. VI. Seu caráter formado por Anaxágoras. XI. Ele se imiscui nos negócios públicos, e toma o partido … Ler maisVida de Péricles, por Plutarco – Vidas Paralelas

A racionalidade e a origem da civilização ocidental

maravilhas das antigas civizações

Tornou-se axiomático pensar que a nossa civilização, fundamentado em princípios racionais e na racionalidade, surgiu com o progresso técnico e científico iniciada com os gregos, pois foram eles que criaram uma extensa gama de conhecimentos, como também os grandes fundamentos do pensamento filosófico e do pensamento político. Contudo, esse diagnóstico tornou-se problemático. Com o avanço dos estudos e das novas descobertas na Mesopotâmia, nestes últimos cem anos, tornou-se possível demonstrar que aquela civilização atingiu um grande desenvolvimento racional e uma grande racionalidade técnica, muito antes da civilização grega ter surgido. A partir deste diagnóstico, o objetivo deste ensaio é investigar o advento da racionalidade na Mesopotâmia. 

Matizes da Democracia

maravilhas das antigas civizações

MATIZES DA DEMOCRACIA Cesar Augusto Duarte Ramoshttp://allmirante.blogspot.com A democracia é estratégia provinda da Grécia antiga. Por longo período ela permaneceu apenas nos pergaminhos. Em Florença foi trancada a sete chaves. Seu resgate deu-se na Inglaterra do século XVIII. Até então os reis personificavam todo o poder, inclusive o “divino”. Ao implementar a solução de John … Ler maisMatizes da Democracia

ADOLF EICHMANN: COMO PENSAR SUA CRIMINALIDADE FRENTE À SOLUÇÃO FINAL?

maravilhas das antigas civizações

ADOLF EICHMANN: COMO PENSAR SUA CRIMINALIDADE FRENTE À SOLUÇÃO FINAL? Ac. Pedro H. S. Pereira (COFIL-UFSJ). Prof. Ms. José Luiz de Oliveira (doutorando-UFMG).   Resumo: Adolf Eichmann foi um dos responsáveis pelo processo de execução de milhares de judeus nos campos de concentração em quando do vigorar do regime Nazista na primeira metade do século … Ler maisADOLF EICHMANN: COMO PENSAR SUA CRIMINALIDADE FRENTE À SOLUÇÃO FINAL?

Plutarco – Vidas Paralelas – Cícero

mapa roma itália

C Í C E R O , por Plutarco (Nascido no ano 106 e morto no ano 43 antes de J. C.) Capítulo de Vidas Paralelas (Bioi Paralleloi) Sobre a tradução: Primeira tradução brasileira, de Sady Garibaldi. Atena Editora, São Paulo. Para correções, comparações e compilação de notas foram usadas ainda outras edições: 1. Plutarco, … Ler maisPlutarco – Vidas Paralelas – Cícero