Método e verdade nas Regras para a direção do espírito de Descartes

rené descartes

O propósito do artigo é apresentar um estudo sobre as Regras para direção do espírito de René Descartes.[2] Esse exercício limita-se a interpretar as nove primeiras regras da obra, opção que se justifica por estas já explicarem o que está em questão em sua primeira parte; permitindo uma tematização adequada à extensão do nosso pequeno trabalho. Procuraremos esclarecer alguns conceitos elementares do texto cartesiano, buscando apresentá-los de maneira suficiente, dando ênfase, sobretudo, à implicação existente entre método e verdade, à luz dos conceitos de matemática universal (e a ordenação que esta torna possível) e ciência moderna.

DIONÍSIO PSEUDO-AREOPAGITA – História da Filosofia na Idade Média

HISTÓRIA DA FILOSOFIA NA IDADE MÉDIA Johannes HIRSCHBERGER Fonte: Ed. Herder Trad. Alexandre Correia Índice Prolegômenos Filosofia Patrística O Cristianismo Nascente e a Filosofia Antiga Os Começos da Filosofia Patrística Agostinho: O Mestre do Ocidente Boécio: O Último Romano Dionísio Pseudo-Areopagita Fim da Patrística A Filosofia Escolástica Generalidades A Primitiva Escolástica Origens Anselmo de Cantuária … Ler maisDIONÍSIO PSEUDO-AREOPAGITA – História da Filosofia na Idade Média

NICOLAU DE CUSA: IDADE MÉDIA E IDADE MODERNA – História da Filosofia na Idade Média

HISTÓRIA DA FILOSOFIA NA IDADE MÉDIA Johannes HIRSCHBERGER Fonte: Ed. Herder Trad. Alexandre Correia Índice Prolegômenos Filosofia Patrística O Cristianismo Nascente e a Filosofia Antiga Os Começos da Filosofia Patrística Agostinho: O Mestre do Ocidente Boécio: O Último Romano Dionísio Pseudo-Areopagita Fim da Patrística A Filosofia Escolástica Generalidades A Primitiva Escolástica Origens Anselmo de Cantuária … Ler maisNICOLAU DE CUSA: IDADE MÉDIA E IDADE MODERNA – História da Filosofia na Idade Média

A ESCOLÁSTICA POSTERIOR – História da Filosofia na Idade Média

HISTÓRIA DA FILOSOFIA NA IDADE MÉDIA Johannes HIRSCHBERGER Fonte: Ed. Herder Trad. Alexandre Correia Índice Prolegômenos Filosofia Patrística O Cristianismo Nascente e a Filosofia Antiga Os Começos da Filosofia Patrística Agostinho: O Mestre do Ocidente Boécio: O Último Romano Dionísio Pseudo-Areopagita Fim da Patrística A Filosofia Escolástica Generalidades A Primitiva Escolástica Origens Anselmo de Cantuária … Ler maisA ESCOLÁSTICA POSTERIOR – História da Filosofia na Idade Média

Santo Anselmo – História da Filosofia na Idade Média

HISTÓRIA DA FILOSOFIA NA IDADE MÉDIA Johannes HIRSCHBERGER Fonte: Ed. Herder Trad. Alexandre Correia Índice Prolegômenos Filosofia Patrística O Cristianismo Nascente e a Filosofia Antiga Os Começos da Filosofia Patrística Agostinho: O Mestre do Ocidente Boécio: O Último Romano Dionísio Pseudo-Areopagita Fim da Patrística A Filosofia Escolástica Generalidades A Primitiva Escolástica Origens Anselmo de Cantuária … Ler maisSanto Anselmo – História da Filosofia na Idade Média

Nietzsche – Cartas de 1887

Texto em inglês Tabela de conteúdo [esconder] 1 Cartas de Nietzsche – 1887 1.1 Carta 1 1.2 Carta 2 1.3 Carta 3 1.4 Carta 4 1.5 Carta 5 1.6 Carta 6 1.7 Carta 7 1.8 Carta 8 if (window.showTocToggle) { var tocShowText = “mostrar”; var tocHideText = “esconder”; showTocToggle(); } Tradução de Miguel Duclós Cartas … Ler maisNietzsche – Cartas de 1887

Cap. 9 – O Classicismo de São Tomás de Aquino – Fundamentos de Filosofia de Manuel Morente

Fundamentos de Filosofia de Manuel Garcia MorenteLições Preliminares Lição IX O CLASSICISMO DE SANTO TOMÁS DE AQUINO (1)  O CLASSICISMO EM FACE DO ROMANTISMO. — 60. SANTO TOMAS E ARISTÓTELES. — 61. DIFICULDADES DA ONTOLOGIA. — 62. A ANALOGIA DO SER. — 63. O ABGÜMENTO ONTOLÓGICO. — 64. AS IDÉIAS E AS COISAS. — 65. … Ler maisCap. 9 – O Classicismo de São Tomás de Aquino – Fundamentos de Filosofia de Manuel Morente

Cap. VIII – A Metafísica Realista – Fundamentos de Filosofia de Manuel Morente

Fundamentos de Filosofia de Manuel Garcia MorenteLições Preliminares Lição VIII A METAFÍSICA REALISTA 53. ESTRUTURA DO SER: CATEGORIAS. — 54. ESTRUTURA DA SUBSTANCIA: FORMA E MATÉRIA, REAL E POSSÍVEL, ATO E POTÊNCIA. — 55. AS QUATRO CAUSAS. — 56. INTELIGIBILIDADE DO MUNDO. — 57. TEOBIA DO CONHECIMENTO: CONCEITO, JUÍZO, RACIOCÍNIO, DEUS. — 58. INFLUÊNCIA DE   … Ler maisCap. VIII – A Metafísica Realista – Fundamentos de Filosofia de Manuel Morente

Cap. VII – O Realismo Aristotélico – Fundamentos de Filosofia de Manuel Morente

Fundamentos de Filosofia de Manuel Garcia MorenteLições Preliminares Lição VII O  REALISMO ARISTOTÉLICO 47.   INTERPRETAÇÃO   REALISTA   DAS   IDÉIAS   PLATÔNICAS.   —   48.   ARISTÓTELES E AS OBJEÇÕES A PLATÃO. — 49. A FILOSOFIA DE ARISTÓTELES. — 50.   SUBSTÂNCIA,   ESSÊNCIA, ACIDENTE.  — 51.   A  MATÉRIA  E   A  FORMA.  — 62.   —  TEOLOGIA   DE   ARISTÓTELES. 47.   Interpretação realista das … Ler maisCap. VII – O Realismo Aristotélico – Fundamentos de Filosofia de Manuel Morente

cap. 20 – Entrada na Ontologia – Fundamentos de Filosofia de Manuel Morente

Fundamentos de Filosofia de Manuel Garcia MorenteLições Preliminares PARTE DOUTRINAL Lição XX ENTRADA NA ONTOLOGIA 170. TEORIA DO SER E DO ENTE. — 171. DOIS MÉTODOS. — 172. ESTAR NO MUNDO. — 173.  ESFERA DAS COISAS  REAIS.  — 174.  ESFERA DOS  OBJETOS IDEAIS.  — 175.  ESFERA DOS  VALORES.  — 176.   NOSSA  VIDA.  — 177.   NEM … Ler maiscap. 20 – Entrada na Ontologia – Fundamentos de Filosofia de Manuel Morente

cap. 2 – O método da Filosofia – Fundamentos de Filosofia de Manuel Morente

Fundamentos de Filosofia de Manuel Garcia MorenteLições Preliminares Lição II O MÉTODO DA FILOSOFIA 10. PRÉVIA DISPOSIÇÃO DE ÂNIMO: ADMIRAÇÃO, RIGOR. — 11. SÓCRATES: & MAIÈUTICA. — 12. PLATÃO: A DIALÉTICA; O MITO DA REMINISCÊNCIA. — 13. ARISTÓTELES: A LÓGICA. — 14. IDADE MÉDIA: A DISPUTA. — 15. O MÉTODO DE DESCARTES. – 18. TRANSCENDÊNCIA … Ler maiscap. 2 – O método da Filosofia – Fundamentos de Filosofia de Manuel Morente

cap. 19 – O Idealismo depois de Kant – Fundamentos de Filosofia de Manuel Morente

Fundamentos de Filosofia de Manuel Garcia MorenteLições Preliminares Lição XIX O IDEALISMO DEPOIS DE KANT 161. REALISMO E IDEALISMO. — 162. O «EM SI» COMO ABSOLUTO INCONDI-CIONADO. — 163. PRIMAZIA DA MORAL. — 104. A FILOSOFIA PÓS-KANTISTA. — 165. FICHTE E O EU ABSOLUTO. — 166. SCHELLING E A IDENTIDADE ABSOLUTA. — 167. HEGEL E … Ler maiscap. 19 – O Idealismo depois de Kant – Fundamentos de Filosofia de Manuel Morente

cap. 17 – O problema do Idealismo Transcendental – Fundamentos de Filosofia de Manuel Morente

Fundamentos de Filosofia de Manuel Garcia MorenteLições Preliminares Lição XVII O  PROBLEMA  DO  IDEALISMO  TRANSCENDENTAL 128. O IDEAL DO RACIONALISMO. — 129. A TAREFA DE KANT. — 130. SUA FILOSOFIA. — 131. JUÍZOS ANALÍTICOS E JUÍZOS SINTÉTICOS. — 1S2. FUNDAMENTO DOS JUÍZOS ANALÍTICOS E SINTÉTICOS. — 133. A CIÊNCIA ESTA CONSTITUÍDA POR JUÍZOS SINTÉTICOS «A … Ler maiscap. 17 – O problema do Idealismo Transcendental – Fundamentos de Filosofia de Manuel Morente

cap. 16 – A metafísica do racionalismo – Fundamentos de Filosofia de Manuel Morente

Fundamentos de Filosofia de Manuel Garcia MorenteLições Preliminares Lição XVI A METAFÍSICA DO RACIONALISMO 121. PONTO DE PARTIDA NO EU. — 122. MOVIMENTO, MATÉRIA E FÔBCA. — 123. O CALCULO INFINITESIMAL. — 124. A MONADA: PERCEPÇÃO E APETIÇÃO. — 125. HIERARQUIA DAS MÔNADAS. — 126. COMUNICAÇÃO ENTRE AS   SUBSTANCIAS:    HARMONIA   PREESTABELECIDA.   —   127.    O   OTIMISMO. … Ler maiscap. 16 – A metafísica do racionalismo – Fundamentos de Filosofia de Manuel Morente

cap. 15 – O Racionalismo – Fundamentos de Filosofia de Manuel Morente

Fundamentos de Filosofia de Manuel Garcia MorenteLições Preliminares Lição XV O RACIONALISMO 115.  BALANÇO  DO  EMPIRISMO  INGLÊS.   —  116.   CRÍTICA  DO   EMPIRISMO INGLÊS: A VIVÊNCIA COMO VEICULO DO PENSAMENTO.  — 117.  LEIBNIZ. — 118. VERDADES DE PATO E VERDADES DE RAZÃO. — 119. GÊNESE DAS VERDADES. — 120. RACIONALIDADE DA REALIDADE. 115.    Balanço do empirismo … Ler maiscap. 15 – O Racionalismo – Fundamentos de Filosofia de Manuel Morente

cap. 14 – O Empirismo Inglês – Fundamentos de Filosofia de Manuel Morente

Fundamentos de Filosofia de Manuel Garcia Morente
Lições Preliminares

Lição XIV O EMPIRISMO INGLÊS

98. PSICOLOGISMO. — 99. LOCKE. — 100. AS IDÉIAS INATAS. — 101. A ORIGEM DAS IDÉIAS. — 102. ORIGEM PSICOLÓGICA. — 103. SENSAÇÃO E REFLEXÃO.— 104. QUALIDADES PRIMARIAS E SECUNDáRIAS. — 105. BERKELEY. — 106. — IMATERIALISMO. — 107. A REALIDADE COMO VIVÊNCIA. — 108. HUME. — 109. IMPRESSÕES E IDÉIAS. — 110. SUBSTÂNCIA. — 111. O EU. — 112. CAUSALIDADE, — 113. A «CRENÇA» NO MUNDO. — 114. POSITIVISMO METAFÍSICO

Cap. 13. O Sistema de Descartes – Fundamentos de Filosofia de Manuel Morente

Fundamentos de Filosofia de Manuel Garcia MorenteLições Preliminares LIÇÃO XIII O SISTEMA DE DESCARTES 88.   DIFICULDADE   DO   IDEALISMO   FACE   A   FACILIDADE   NO   REALISMO.—  89.  O PENSAMENTO E O EU. — 90. Ò EU COMO «COISA EM SI». — 91. A REALIDADE COMO PROBLEMA. — 92. O PENSAMENTO CLABO E DISTINTO.—  93. A HIPÓTESE DO GÊNIO … Ler maisCap. 13. O Sistema de Descartes – Fundamentos de Filosofia de Manuel Morente

Cap. 12 – Análise Ontológica da Fé. – Fundamentos de Filosofia de Manuel Morente

Fundamentos de Filosofia de Manuel Garcia MorenteLições Preliminares Lição XII ANÁLISE   ONTOLÓGICA   DA   FÉ    (1) 81. QUATRO ASPECTOS DO ATO DE FÉ. — 82. O OBJETO E O ATO NA FÉ. — 83. EVIDÊNCIA E INEVIDÊNCIA. — 84. AUTORIDADE RELATIVA E ABSOLUTA. — 85. INEVIDÊNCIA RELATIVA E ABSOLUTA. — 86. A OPOSIÇÃO & FÉ RELIGIOSA … Ler maisCap. 12 – Análise Ontológica da Fé. – Fundamentos de Filosofia de Manuel Morente

Cap. 10 – A Origem do Idealismo – Fundamentos de Filosofia de Manuel Morente

ordem dórica (segundo Augusto Choisy)

68. O CONHECIMENTO E A VERDADE NO REALISMO. — 69. CRISE HISTÓRICA AO LIMIAR DA IDADE MODERNA. — 70. NECESSIDADE DE COLOCAR DE NOVO OS PRORLEMAS. — 71. O PROBLEMA DO CONHECIMENTO SE ANTEPÕE AO METAFÍSICO. — 72. A DÚVIDA COMO MÉTODO. — 73. EXISTÊNCIA INDUBITÁVEL DO PENSAMENTO. — 74. TRÂNSITO DO EU ÀS COISAS.

cap. 1 – O Conjunto da Filosofia – Fundamentos de Filosofia de Manuel Morente

Fundamentos de Filosofia de Manuel Garcia MorenteLições Preliminares Lição I O CONJUNTO DA FILOSOFIA 1. A FILOSOFIA E SUA VIVÊNCIA. — 2. DEFINIÇÕES FILOSÓFICAS E VIVÊNCIAS FILOSÓFICAS. — 3. SENTIDO DA PALAVRA «FILOSOFIA». — 4. A FILOSOFIA ANTIGA. — 5. A FILOSOFIA NA IDADE MÉDIA. — 6. A FILOSOFIA NA IDADE MODERNA. — 7. AS … Ler maiscap. 1 – O Conjunto da Filosofia – Fundamentos de Filosofia de Manuel Morente

Fundamentos de Filosofia de Manuel Garcia Morente – Índice

Fundamentos de Filosofia Lições Preliminares Manuel Garcia Morente Tradução de Guillermo da Cruz Coronado Fonte: Ed. Mestre Jou. O Conjunto da Filosofia O método da Filosofia A intuição como método da filosofia Os Problemas da Ontologia A metafísica dos Pré-Socráticos O realismo das Idéias de Platão O Realismo Aristotélico A Metafísica Realista O Classicismo de … Ler maisFundamentos de Filosofia de Manuel Garcia Morente – Índice

DO MÉTODO EM GERAL – Curso de Filosofia de Jolivet

Curso de Filosofia – Régis Jolivet Capítulo Segundo DO MÉTODO EM GERAL ART.    I.    NOÇÃO DO MÉTODO I.    Definição. — No   seu  sentido   mais  geral,   o   método e a ordem que se deve impor aos diferentes processos necessários para atingir um fim dado. Se nos colocamos no ponto-de-vista do conhecimento dir-se-á,  com Descartes, que o … Ler maisDO MÉTODO EM GERAL – Curso de Filosofia de Jolivet

Quadro histórico das escolas de filosofia – Curso de Filosofia de Jolivet

Curso de Filosofia – Régis Jolivet linha do tempo da filosofia QUADRO   HISTÓRICO DAS   ESCOLAS   DE   FILOSOFIA Podem-se distinguir três grandes períodos: a Antigüidade, — a Idade Média,.— a Época Moderna. (Os nomes em grifo indicam os filósofos chefes de escola ou os filósofos que exerceram uma influência preponderante) . I.    A ANTIGÜIDADE Na antigüidade,   … Ler maisQuadro histórico das escolas de filosofia – Curso de Filosofia de Jolivet

Leituras – Curso de Filosofia de Jolivet

Curso de Filosofia – Régis Jolivet APÊNDICE LEITURAS Indicamos aqui algumas obras, entre as mais úteis para consulta no que concerne às diferentes partes da Filosofia, e da História da Filosofia. As obras propriamente escolares estão marcadas com um asterisco. O conjunto destas obras, a que convém acrescentar os textos originais dos grandes filósofos, é … Ler maisLeituras – Curso de Filosofia de Jolivet

Metafísica – A EXTENSÃO DO CONHECIMENTO – Curso de Filosofia de Jolivet

Curso de Filosofia – Régis Jolivet Capítulo   Segundo A EXTENSÃO DO CONHECIMENTO 179 O problema do alcance do conhecimento é um problema distinto do precedente, porque o fato certo de que somos capazes de chegar ao verdadeiro deixa subsistir a questão de saber que verdades ou que coisas somos efetivamente suscetíveis de conhecer. Podem-se aqui … Ler maisMetafísica – A EXTENSÃO DO CONHECIMENTO – Curso de Filosofia de Jolivet

Metafísica – Preliminares – Curso de Filosofia de Jolivet

Curso de Filosofia – Régis Jolivet METAFÍSICA PRELIMINARES 170      1. Noção. — O nome metafísica (depois da física) foi dado pelos discípulos de Aristóteles ao conjunto dos tratados aristotélicos que vinham após aqueles consagrados às coisas da natu­reza. Foi desde então utilizado para designar esta parte da Filo­sofia que é consagrada às realidades que não … Ler maisMetafísica – Preliminares – Curso de Filosofia de Jolivet

Psicologia- A ALMA HUMANA – Curso de Filosofia de Jolivet

Curso de Filosofia – Régis Jolivet Capítulo Segundo A ALMA HUMANA 161      Até aqui, limitamo-nos a descrever e analisar os fatos psicológicos, a fim de determinar suas leis empíricas. Trata-se, agora, de deduzir dos fatos observados e das leis estabelecidas a própria natureza desse sujeito metafísico sem o qual os fatos psicológicos e a própria … Ler maisPsicologia- A ALMA HUMANA – Curso de Filosofia de Jolivet

A VIDA INTELECTUAL – Curso de Filosofia de Jolivet

Curso de Filosofia – Régis Jolivet SEGUNDA  PARTE A  VIDA  INTELECTUAL 132      Da vida sensível à vida intelectual não existe simples continuidade. A atividade sensível é limitada ao presente sensível imediato e desprovida desta universalidade que define a inteligência racional do homem e faz com que as atividades sensíveis se completem num clima racional, … Ler maisA VIDA INTELECTUAL – Curso de Filosofia de Jolivet

O DINAMISMO SENSÍVEL – Curso de Filosofia de Jolivet

Curso de Filosofia – Régis Jolivet Capítulo Segundo O DINAMISMO  SENSÍVEL ART. I.    NATUREZA E DIVISÃO 116      1. Natureza dos fenômenos afetivos. — Os fenômenos afetivos são manifestações de nossas tendências e de nossas inclinações. É evidente que, na falta dessas tendências, poderia existir, no ser vivo, em resposta a uma excitação externa, uma reação … Ler maisO DINAMISMO SENSÍVEL – Curso de Filosofia de Jolivet

A VIDA SENSÍVEL – Curso de Filosofia de Jolivet – Psicologia

Curso de Filosofia – Régis Jolivet PRIMEIRA PARTE A  VIDA  SENSÍVEL 97        Por vida sensível designa-se o conjunto dos fenômenos cognitivos e dinâmicos determinados no sujeito psicológico por excitações vindas dos objetos materiais externos ou que têm por fim os objetos sensíveis externos. Esta dupla série de fenômenos, especificamente distintos, mas em relação mútua constante, … Ler maisA VIDA SENSÍVEL – Curso de Filosofia de Jolivet – Psicologia